6 dicas para prevenir e se livrar das rugas

O segredo pode estar em hábitos saudáveis, como evitar o açúcar

Gabriella Gouveia

Uso de cremes (tópicos) recomendados por especialistas é uma das opções | <i>Crédito: iStock
Uso de cremes (tópicos) recomendados por especialistas é uma das opções | Crédito: iStock

Consideradas por algumas pessoas como marcas positivas de experiências de vida, as rugas podem ser um problema de extrema relevância para outras. Nesse caso, tratamentos específicos de prevenção garantem alívio aos interessados. De acordo com a dermatologista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos (SP), Márcia Grieco, a adoção de hábitos saudáveis, como uso de protetor solar e a hidratação correta do organismo, são algumas delas.

No entanto, antes de começar os cuidados para melhor administrar o envelhecimento da pele, é preciso conhecer as suas causas. Didaticamente, a médica classifica os motivos em intrínsecos e extrínsecos. Os intrínsecos ou naturais (idade) decorrem de processos metabólicos e fisiológicos, como a produção de radicais livres e a diminuição da capacidade de produção de colágeno e elastina. Já os extrínsecos estão relacionados à influência do meio ambiente, como poluição, clima, alimentação, tabagismo e ação da radiação solar (fotoenvelhecimento).

Confira abaixo seis dicas da dermatologista:

- Uso de cremes (tópicos) recomendados por especialistas. Esses produtos devem conter na fórmula substâncias que atuam na neoformação de colágeno: ácido retinóico, alfa hidróxiacido (ácido glicólico), ácido ascórbico e ácido hialurônico;

- Adoção de fotoprotetores no dia a dia. Nesse caso, a utilização de FPS com antioxidantes (chá verde, vit E, retinol, ácido ferúlico e glicina da soja), que agem na diminuição da produção da metaloproteína e aumentam a resistência imunológica da pele, reparando o DNA das células;

- Ingestão de nutracêuticos (compostos que podem ser utilizados para suprir alguma necessidade do organismo) com orientação médica. As cápsulas devem conter ativos, que atuam como antioxidantes e antiglicantes como polipodium leucotomus, luteína, Vit E e epigalocatequinas;

- Prática da “dieta antienvelhecimento”. Nesse caso, evitar o açúcar, considerado o grande vilão por causar o endurecimento de fibras de colágeno e elastina;

- Conscientização da importância de hábitos saudáveis para o corpo. Além do uso do FPS diariamente e de dieta equilibrada, fazer hidratação via oral (mínimo de 2 litros de água por dia) e exercícios físicos. O abandono do tabagismo também deve ser considerado;


22/05/2017 - 13:00

Conecte-se

Revista Máxima