Pele jovem e purificada

O contato com poluentes do ar, da água e até das ondas eletromagnéticas submete a nossa face ao estresse oxidativo — o que resulta numa perda drástica de colágeno. Para reverter os danos e prevenir o envelhecimento precoce, conheça os novos ativos antipoluição do mercado

por Diane Neubüser

Pele jovem e purificada | <i>Crédito: Shutterstock
Pele jovem e purificada | Crédito: Shutterstock
A exposição excessiva aos raios ultravioleta é a principal responsável pelo envelhecimento precoce da pele. Até aí, nenhuma novidade. Mas, logo atrás do sol, eis que surge uma vilã ainda pouco combatida no campo da beleza: a poluição. Estudos dermatológicos recentes revelam que 60% da perda de colágeno sofrida pela derme ocorre por causa do contato da cútis com partículas poluentes. Elas estão por toda a parte: nas ruas (gases de carbono, enxofre, fumaça de cigarro), em casa (toxinas liberadas pelo ar condicionado, sistema de aquecimento, carpete, produtos de limpeza, antenas, celulares e aparelhos eletrônicos) e na água (metais pesados). A dermatologista Cláudia Marçal (SP) explica que os metais tóxicos e outros poluentes estão ligados à formação de radicais livres. São esses radicais, responsáveis pelo envelhecimento, que levam as nossas células ao chamado estresse oxidativo. O processo faz com que o organismo produza citocinas pró-inflamatórias e colabore para o aumento de metaloproteinases — substâncias que destroem as fibras elásticas e de colá- geno”. E não é só: as proteínas, os lipídeos e até o DNA celular sofrem danos num ambiente poluído. Na prática, o que você vai notar é a perda de sustentação no contorno do rosto, desidratação, surgimento de rugas, aumento da fl acidez, hiperpigmentação e falta de viço. E o pior é que esse desfecho catastrófico não leva tempo para se revelar, mas pode ser observado em menor ou maior escala todos os dias. “Enquanto a pele se dedica à reparação à noite, durante o dia ela luta ativamente para se defender dos ataques de agressores ambientais. Depois de um dia inteiro de batalha, ela apresenta sinais de fadiga, o que faz com que pareça enrugada, mais velha e com aspecto desidratado, áspero e sem vida”, explica o dermatologista americano Adam Geyer, consultor da Kiehl’s. Não bastasse o impacto estético, a poluição pode resultar ainda numa sensibilização da barreira de proteção da pele e, consequentemente, aumentar a propensão ao desenvolvimento de doenças dermatológicas ou piorar aquelas que já existem. “Estudos epidemiológicos demonstram que essas partículas contribuem principalmente para as condições cutâneas inflamatórias, como a dermatite atópica”, diz o farmacêutico Lucas Portilho (SP), especialista em cosmetologia.

Escudo protetor

Os dados sobre poluição no mundo são alarmantes — 92% de todas as pessoas do planeta vivem em lugares onde a qualidade do ar está fora dos padrões da Organização Mundial de Saúde. Já viu que a indústria cosmética tem motivos de sobra para investir em fórmulas purificantes, né? Além de ativos anti-idade, hidratantes e nutritivos, elas contêm ingredientes específicos antipoluição. Entenda como eles funcionam:

GlycoFilm
“Age como uma segunda pele, impedindo a adesão das partículas impuras na cútis. É eficaz contra a radiação ultravioleta, os metais pesados e os surfactantes (substâncias encontradas em produtos que promovem a limpeza, como sabonetes, xampus e demaquilantes)”, diz Lucas Portilho

Pollushield
Em tradução livre, o nome desse ingrediente é “escudo antipoluição”. Sua principal ação é combater o processo de estresse oxidativo. 

Pollustop
Tem função de cobertura, criando um filme sobre a superfície aplicada. Essa substância também pode ser encontrado em produtos para cabelo (nesse caso, protege do ressecamento e da quebra provocados pelas partículas poluentes).

Peptídeos antipoluição
São compostos de aminoácidos com propriedades enzimáticas que retiram os metais pesados e os resíduos de fumaça da pele, fazendo uma desintoxicação profunda. 

Exo-P
“Além de formar um escudo que diminui a adesão das impurezas, o ativo captura metais pesados para que não sejam absorvidos pela derme”, esclarece a dermatologista Thaís Pepe (SP). 

Alistin
Antioxidante, antiglicante e desglicante, diminui o stress oxidativo, protege o DNA e detém o processo inflamatório que desencadeia doenças de pele. 

Overnight repair
Este reparador noturno estimula as células de defesa do próprio organismo a exercer uma ação antipoluente.

DETOX CASEIRO
Ingredientes naturais podem desintoxicar a sua pele para receber melhor os cosméticos 

“Massageie óleo de coco ou de gergelim no rosto”, indica a esteticista e cosmetóloga Roseli Siqueira (SP). “Eles são antioxidantes — fazem com que as células absorvam o que precisam e, em troca, eliminem as toxinas. O resultado é uma pele nutrida e com vitalidade”, explica. 

Deixe o produto agindo durante dez minutos e depois lave o rosto com o sabonete facial de sua preferência. Repita o procedimento uma vez por semana. 

“Para uma ação antioxidante faça uma infusão de chá-verde ou branco, guarde na geladeira e borrife gelado no rosto a cada três dias”, ensina a especialista. Além de purificar, sua potente ação anti-idade suaviza as rugas e a flacidez.

Dica de produtos
1. Eff aclar Solução Micelar, La Roche-Posay, R$ 34,90
2. Acqua Dreams Tônico Facial para Limpeza, Cosmobeauty, R$ 59,90
3. Hidratante Multiprotetor Diurno, O Boticário, R$ 74,90
4. Booster Detox, Clarins, R$ 199
5. Emulsion Nettoyante Douce, Anna Pegova, R$ 147
6. Pollutant Defending Masque, Kiehl's, R$ 179
7. Vax'in for Youth City Skin Solution, Givenchy, R$ 203
8. Blemish Blur, Quintal, R$ 86
9. Dermosoft Clean, Extratos da Terra, R$ 106,80

04/10/2017 - 09:00

Conecte-se

Revista Máxima