5 dicas para facilitar a volta às aulas das crianças

Tudo para vocês se organizarem e retomarem a rotina escolar com tranquilidade

Máxima Digital

Voltar a dormir mais cedo com antecedência é a dica de ouro | <i>Crédito: iStock
Voltar a dormir mais cedo com antecedência é a dica de ouro | Crédito: iStock

1-Tracem objetivos para o ano letivo
Pensar em metas, como fazer as lições em dia, estudar com antecipação para as provas e fazer novos amigos é o passo inicial para a realização de qualquer projeto. E a família toda pode ajudar, perguntando à criança quais as expectativas dela para o novo ano.

2-Voltem à rotina de forma gradual
A dica aqui é retornar aos novos horários com antecedência. “Se estiverem viajando, uma alternativa é antecipar o retorno em dois dias para ajudar a criança a voltar ao ritmo pré-férias de forma gradual”, orienta Karin Kenzler, psicóloga e orientadora educacional do Colégio Humboldt (SP).

3-Cuidem da organização do material
A compra e organização do material também é uma atividade que ajuda no processo de volta às aulas, preparando o aluno psicologicamente para a retomada dos estudos. Focar na organização do material escolar, da mala e da lancheira auxilia a retomada de forma animada, além de encorajar e motivar a criança. “É como num pré-jogo, em que atletas fazem pensamento positivo e bolam sua estratégia”, diz Karin.

4-Façam um planejamento das atividades
Fazer uma agenda semanal com os horários das aulas e atividades extracurriculares, separando também tempo para os estudos, lazer e esportes, e um calendário mensal para inserir as datas de provas, entrega de trabalhos, eventos e feriados é o mais indicado. “Assim tudo o que programamos tem mais chances de dar certo. Lembrando que é possível fazer ajustes ao longo da jornada. Isso gera menos ansiedade e todos se ajudam também”, indica a orientadora.

5-Cuidem do emocional dos pequenos
Conversar sobre os sentimentos da criança em relação ao ano escolar permite trabalhar eventuais ansiedades e medos, assim como reduzir expectativas e buscar motivações. Os pais devem questionar como a criança está para começar mais um ano, se está animada, motivada ou apavorada, e trabalhar suas expectativas e angústias de acordo com o estado emocional.

30/01/2018 - 09:58

Conecte-se

Revista Máxima