Conheça a história das mulheres que se uniram para aproveitar a vida e fazer o bem

A paulistana Ercilia de Assis, 61 anos, reuniu um grupo poderoso de mulheres que atua em duas frentes: aproveitar a vida juntas e fazer o bem a quem precisa

Texto: Patrícia Affonso

Ercilia de Assis, 61 anos | <i>Crédito: Arquivo Pessoal
Ercilia de Assis, 61 anos | Crédito: Arquivo Pessoal
Sempre fui muito ativa. Com o passar dos anos e a chegada da aposentadoria, comecei a pensar em formas de curtir a vida, sem restringi-la ao convívio familiar e ao cuidado com os netos. Além disso, fui diagnosticada com fibromialgia (síndrome que provoca dores por todo o corpo) e orientada a caminhar para estimular a produção natural de serotonina, amenizando, assim, os desconfortos e prevenindo a depressão. Pensando nisso, no ano de 2011, comecei a mobilizar mulheres para participarem de passeios e viagens. No geral, o grupo era formado por integrantes com mais de 50 anos, aposentadas ou não. 

Juntas, passamos também a ir ao teatro, cinema, shows... Encaramos aventuras como voar de balão e de parapente, descer de tirolesas... Passamos a comemorar nossos aniversários em grupo. Em 2013, nos autodenominamos Peregrinas Animadas. Sentimos que poderíamos ir além e começamos a encabeçar atitudes solidárias, como visitas a orfanatos, a realização do almoço de Natal num abrigo para idosos, dentre outras ações. 

No final do ano passado, fizemos um calendário com fotos sensuais nossas para vender. Toda a renda arrecadada foi revertida em prol da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Diadema (SP). A iniciativa teve muito significado, pois várias das integrantes do grupo já enfrentaram a doença ou viram pessoas próximas serem acometidas por ela. 

Falo por mim e pelas minhas amigas: nossas atividades tornam os dias muito mais prazerosos. Praticar a solidariedade, por sua vez, nos faz dar mais valor à vida. Somos gratas ao passado, que nos encaminhou ao ponto onde estamos. Tentamos não pensar demais no futuro, mas sim viver intensamente o presente: sempre planejando o próximo evento, viagem e ação solidária. Ercilia de Assis

19/05/2017 - 08:00

Conecte-se

Revista Máxima