Aprenda a respirar da maneira correta

Ninguém presta muita atenção ao fluxo de ar entrando e saindo do próprio corpo. Mas a ciência sempre soube reconhecer o poder desse processo involuntário. E provou que, feita corretamente, a respiração melhora a qualidade de vida

Conteúdo Revista Bons Fluidos

Aprenda a respirar da maneira correta | <i>Crédito: Shutterstock
Aprenda a respirar da maneira correta | Crédito: Shutterstock
Quando respiramos de maneira lenta e profunda nosso cérebro recebe uma mensagem tranquilizadora. Há redução na frequência cardíaca e na quantidade de hormônios do stress e a pressão arterial abaixa, o que combate a ansiedade, a angústia e o nervosismo. “Além de levar oxigênio para as células, o ato de respirar promove a saída de gás carbônico, ajudando a eliminar toxinas”, diz Estela Novazzi, coordenadora da Fundação Arte de Viver de São Paulo. A inspiração energiza e a expiração relaxa e, se o processo é feito com consciência, traz muitos benefícios para o corpo e a mente. Por outro lado, se a respiração for continuamente curta e acelerada, todas as nossas células sofrem. Centros de pesquisa no mundo, como da Universidade de Stanford (EUA) e da Universidade de São Paulo (SP), têm estudado a relação entre a respiração correta e o tratamento de doenças e já obtiveram resultados animadores nos casos de pressão alta, insônia, rinite, azia e até mesmo dor crônica. Em muitos deles, a quantidade de medicamentos usada pelos pacientes foi reduzida drasticamente graças à inspiração e expiração adequadas.

Ares do bem
Aprenda a respirar corretamente e ganhe equilíbrio - 10 minutos algumas vezes ao dia
1. O primeiro passo é aumentar a sua percepção do corpo. Faça isso inspirando e expirando somente pelo nariz. 
2. Mantenha a coluna alinhada e respire pausadamente, levando o ar até a base dos pulmões, sem pressa. 
3. Sinta o ar entrando pelo nariz, passando pelo peito e chegando ao baixo ventre, ativando toda a musculatura abdominal. A barriga deve ser projetada para fora, sem que o peito fi que estufado. 
4. Faça uma pequena pausa e, em seguida, esvazie os pulmões, conduzindo o ar pelo caminho inverso e contraindo o abdome. Faça o movimento por alguns minutos e sinta os batimentos cardíacos diminuírem e a mente se aquietar. 
OBS.: com o tempo, esse padrão respiratório se tornará automático.

Calmante natural
Relaxe a mente, oxigene o cérebro e tranquilize-se  -  10 repetições por dia
1. Deite-se de costas e coloque as mãos sobre o abdome. Inspire, enchendo essa região de ar, e expire, esvaziando-a totalmente. Faça o exercício cinco vezes. 
2. Leve as mãos para a parte torácica e repita o processo acima, desta vez trazendo o ar para a região do tórax. 
3. Apoie as mãos sobre as clavículas e faça o mesmo movimento, infl ando agora essa área. 
4. Junte as três respirações: inspire e encha o abdome de ar, depois a região torácica e, por fi m, as clavículas. Expire e repita. 
5. De pé, inspire nos três níveis e expire ao mesmo tempo em que solta o som “ah”.

Sensações controladas
Estimule a energia vital, modere as emoções e aumente a sua capacidade pulmonar - 5 minutos todos os dias
1. Sente-se no chão de maneira confortável e com a coluna reta. 
2. Inspire em quatro tempos, segure o ar por mais quatro e depois expire em oito tempos. Se achar difícil, repita sem forçar a expiração.

Força para a circulação
Melhore o sistema circulatório, tonifique os músculos abdominais, oxigene o cérebro, limpe as vias respiratórias e relaxe - 3 séries de 20 repetições 
1. Sentada confortavelmente, com as costas retas, inspire lenta e profundamente. 
2. Sem reter o ar, comece a fazer uma sequência de expirações rápidas e vigorosas, contraindo a parte alta do abdome. O peito, os ombros e os músculos faciais devem fi car parados enquanto você pratica o exercício. 
3. À medida que for aperfeiçoando o movimento, vá vá aumentando gradualmente o número de repetições entre as séries.

Mais energia 
Revitalize o corpo, purifique as células, tonifique a pele e equilibre o sistema nervoso - 15 repetições 3 vezes por semana
1. De pé, com o corpo ereto, as pernas ligeiramente afastadas e os braços soltos ao longo do tronco. 
2. Inspire suavemente pelo nariz, erga os braços e leve as mãos para a nuca, dobrando os cotovelos. 
3. Em seguida, solte o ar pela boca de forma espontânea e leve os braços à posição inicial. 
4. Para obter melhores resultados, faça os exercícios preferencialmente de manhã ou à noite.

19/12/2016 - 12:20

Conecte-se

Revista Máxima