Emagreça de vez com a dieta dos alimentos colaboradores

Conheça o plano alimentar que elimina os itens que retardam a queima de gordura e permite derreter 6,5 kg já no primeiro mês

Diane Neubüser

Emagreça de vez com a dieta dos alimentos colaboradores | <i>Crédito: Shutterstock
Emagreça de vez com a dieta dos alimentos colaboradores | Crédito: Shutterstock
Esta não é a primeira vez que falamos que itens industrializados, como doces, pães, bolos, refrigerantes e adoçantes, jogam contra a saúde e o combate à obesidade. Eles são tão nocivos para o metabolismo que cada vez mais surgem estudos e programas nutricionais que incentivam a abandoná- los. O especialista em nutrição Rodrigo Polesso (RS), criador da plataforma digital Emagrecer de Vez, nem chama essa categoria de alimentos, e sim de substâncias comestíveis. “O excesso de farinha causa intoxicações que atingem principalmente os intestinos, desencadeando alergias a glúten”, confirma a nutricionista Marcelle Cunha, da clínica Arthys (RJ). “O açúcar aumenta a taxa de glicose no sangue e favorece o crescimento de radicais livres que envelhecem as células, além de estar diretamente ligado ao diabetes. A margarina eleva às alturas o nível de colesterol. E os adoçantes e refrigerantes possuem toxinas que permanecem retidas em nosso organismo pelo resto da vida”, finaliza. Reduzir ao máximo o consumo dos industrializados não só ajuda a controlar o peso como também a reverter quadros de enfermidades crônicas. Rodrigo afirma que a chave para fazer isso sem passar fome ou vontade é investir em alimentos colaboradores. “Eles são as comidas de verdade: legumes, verduras, frutas, carnes, gorduras boas... Não são tóxicos, contribuem na regulação das taxas hormonais, aceleram a queima de lipídeos e fornecem energia e bem-estar”, garante ele. Veja como funciona o método de dieta desenvolvido por Rodrigo, baseado na redução dos alimentos agressores e no aumento dos aceleradores — e que promete emagrecer para sempre.

1. Comece a mudar devagar

O princípio é a reeducação alimentar, no entanto, como não é tão simples assim abandonar velhos hábitos, a etapa inicial é dividida em três fases. 

DESAFIO DE 30 DIAS 
É um período de adaptação em que é retirada uma série de alimentos do cardápio para o organismo reprogramar o metabolismo e a capacidade de queimar gorduras. Aqui, você vai trocar o pão, a massa, o refrigerante e outros industrializados por opções naturais e frescas. Por exemplo, sai o pão francês e entram os ovos mexidos. O macarrão tradicional pode ser substituído pela versão de abobrinha. O baque no cardápio é grande? Sim, e por isso a perda de peso costuma ser rápida. “As pessoas eliminam, em média, 6,5 kg no primeiro mês”, diz Rodrigo. 

ACELERAÇÃO
Agora alguns alimentos retornam ao cardápio e são inseridos outros com poder acelerador do emagrecimento. Abacate, morango, pepino, espinafre e couve são exemplos. É indicado permanecer nessa fase até atingir o peso ideal. 

ESTILO DE VIDA
A última etapa tem a função de manter os ganhos e evitar o efeito sanfona. “Como essa fase pode ser levada para o resto da vida, ela é baseada em alimentos colaboradores. Porém também há espaço para as comidas de que gostamos — afinal, precisamos considerar aniversários, churrascos, festas de fim de ano...”, pondera Rodrigo. Desse modo, se em 80% das suas refeições você prioriza os alimentos naturais, os outros 20% não irão jogar contra você e essa flexibilidade fará com que você mantenha um estilo de vida saudável, sem sofrimento.

2. Prepare-se para privações 

O segundo pilar da dieta é o jejum intermitente. Ele traz resultados incríveis para quem quer emagrecer, mas precisa ser feito com responsabilidade. Todas as refeições do dia devem ser balanceadas para fornecerem variedade de nutrientes e, assim, não deixarem faltar nada para o organismo durante a fase sem alimentação. A hidratação também é essencial — quem jejuar deve se comprometer a beber muita água. Os planos de jejum variam de pessoa para pessoa e podem ser estipulados por um nutricionista. Há quem jante mais cedo para permanecer 12 horas sem comer (por exemplo: se alimenta às 20h e toma o café da manhã às 8h do dia seguinte), e há quem opte por períodos de 14 e até de 18 horas. 

3. Mantenha uma saúde de ferro 

A densidade nutricional é o último pilar, e se refere à concentração de micronutrientes dos alimentos para garantir a saciedade por mais tempo. Salmão, linhaça e hortelã são boas opções. Esses itens ajudarão a passar pelo período de jejum sem fome ou malefícios para o organismo.

Menu para afinar a silhueta 

O Emagrecer de Vez não fixa cardápios, para permitir maior flexibilidade e personalização das refeições. Mas, se você está sem ideia de como começar, veja a sugestão desenvolvida pela nutricionista Polyana Freitas (RS), que se baseou principalmente em alimentos naturais ou colaboradores:

CAFÉ DA MANHÃ
• Dois ovos mexidos com parmesão e espinafre

LANCHE DA MANHÃ
• Uma porção de amêndoas

ALMOÇO
• 1 ou 2 hambúrgueres de carne caseiros com uma fatia de queijo mussarela + brócolis e cenoura refogados na manteiga

LANCHE DA TARDE
• Suco verde com couve, hortelã, gengibre e suco de meio limão

JANTAR
• Um bife com cogumelos e espinafre refogados na manteiga

23/06/2017 - 12:15

Conecte-se

Revista Máxima