Gojiberry emagrece mesmo?

Saiba o que o consumo do fruto pode fazer com o seu metabolismo

Diane Neubüser

O fruto pode ser encontrado in natura, desidratado, em forma de cápsulas, pó e sucos | <i>Crédito: Foto Divulgação
O fruto pode ser encontrado in natura, desidratado, em forma de cápsulas, pó e sucos | Crédito: Foto Divulgação

O gojiberry ajuda a emagrecer?

A resposta é sim. O gojiberry ajuda a emagrecer. Isso porque acelera o metabolismo e a oxidação de células de gordura e controla o colesterol. "O fruto é uma das mais concentradas fontes de vitamina C, que aumenta a capacidade de queima de gordura em até 30%", explica a nutricionista Sinara Menezes. Além disso, a presença do nutriente beta-sitosterol favorece a manutenção do peso de duas formas: inibindo a produção de cortisol, responsável pelo acúmulo de gordura visceral, e aumentando a produção do GH – hormônio que beneficia a queima de gordura e a manutenção da massa muscular", completa. 

É claro que, sozinho, o gojiberry não faz milagres. Para sentir o efeito benéfico no organismo é necessário associar seu consumo com uma alimentação balanceada e exercícios físicos regulares. 

Evidências científicas

Um estudo norte americano avaliou o uso da suplementação de Goji Berry e seus efeitos sob o peso: um grupo recebeu um suco da fruta diariamente, o outro seguiu com a alimentação normal. Ao fim de 14 dias, constatou-se que aqueles que ingeriram Goji Berry reduziram até 5,5 cm da circunferência da cintura. 

Como incluir na dieta

A oferta do produto in natura ainda é escassa no país, mas é possível encontrá-lo nas mais diversas formas: “O uso do fruto desidratado é o mais recomendado devido ao seu maior valor nutritivo, pode ser incluído no preparo de sucos, nas saladas, no iogurte, ou até mesmo ser consumido puro. Uma colher (sopa) por dia é o suficiente para o aporte nutricional adequado. 

Contraindicações

É importante salientar que nem todos podem fazer uso do Goji pois suas propriedades podem reduzir o efeito de alguns medicamentos: pessoas que fazem uso de remédios para controle de pressão ou diabetes, por exemplo, devem evitá-lo. Por isso, independente da condição de saúde, é indispensável consultar um nutricionista antes de iniciar o consumo, principalmente se a fonte escolhida por cápsulas, pós ou outros suplementos.

Fonte: Nature Center

17/04/2017 - 10:45

Conecte-se

Revista Máxima