Caldo caseiro

Também chamado de fundo, o caldo muitas vezes é essencial para agregar sabor e dar textura a molhos, carnes, sopas e outros preparos. Aprenda a fazer...

Máxima Digital

Caldo caseiro | <i>Crédito: Shutterstock
Caldo caseiro | Crédito: Shutterstock
FUNDOS CLAROS
Transparentes, são resultado do cozimento em água de vegetais (cenoura, batata, vagem) ou carnes (peixe, bovina ou ave) junto com temperos (aipo, cebola, alho) e ervas aromáticas (orégano, salsa, cebolinha, coentro, manjericão). A cocção é lenta – cerca de uma hora. 

FUNDOS ESCUROS
Originam do cozimento de carnes e ossos bovinos. Porém, antes de serem adicionados na água com temperos e ervas, esses itens são levados ao forno ou salteados em óleo para ganhar o tom escuro. Cuidado para não deixar queimar, o que dá um gosto amargo ao caldo.

Dica:
Depois da cocção, separe o líquido das partes sólidas e guarde-o num vidro esterilizado na geladeira por uma semana ou no freezer por até três meses

09/05/2017 - 13:28

Conecte-se

Revista Máxima