6 hábitos que você deve adotar para o seu pet envelhecer com saúde

O tempo também passa para os cães e exige certas adaptações na rotina. Veja algumas dicas para que seu amigo encare bem essa fase:

Máxima Digital

O tempo também passa para os nossos amiguinhos! | <i>Crédito: iStock
O tempo também passa para os nossos amiguinhos! | Crédito: iStock

- Aumente as visitas ao veterinário. Enquanto os cachorros jovens fazem consultas anuais, os mais velhos devem ir ao médico pelo menos a cada seis meses e realizar os exames periódicos. Assim, as doenças típicas do avanço da idade podem ser identificadas e tratadas precocemente.

- Ajuste a dieta. Existem rações específicas para os cães da categoria “sênior”, que é como os veterinários chamam os idosos. Além de terem menor calorias, elas são mais fáceis de digerir e não sobrecarregam os rins.

- Mantenha a vacinação em dia. O sistema imunológico tende a ficar mais fragilizado. Por isso, não menospreze essa proteção extra!

- Respeite o ritmo dele. Encurte as distâncias dos passeios e evite obstáculos que podem desgastar demais seu companheiro, como subidas e escadas.

- Cuide da saúde bucal. Além de levar à perda dos dentes, o acúmulo de tártaro traz outros perigos: bactérias podem atingir a circulação sanguínea e comprometer o coração do animal, por exemplo.

- Seja presente. Cães velhinhos se adaptam pior a mudanças na rotina e sentem muito o abandono, podendo até ficar depressivos.

26/02/2018 - 11:17

Conecte-se

Revista Máxima