Os 10 mandamentos para evitar um afogamento

Acidente é responsável pela morte de mais de mil crianças todos os anos no Brasil

Máxima Digital

Evitar o excesso de confiança ajuda a preservar a vida | <i>Crédito: iStock
Evitar o excesso de confiança ajuda a preservar a vida | Crédito: iStock

O verão começou oficialmente na última quinta-feira (21) e não é só a temperatura que sobe nesta época do ano. O número de afogamentos cresce consideravelmente e essa passa a ser uma das principais preocupações do Corpo de Bombeiros. Consumo de bebida alcoólica e excesso de confiança são os principais fatores de risco no caso de vítimas adultas. Mas são os pequenos que mais preocupam. Segundo a ONG Criança Segura, todos os anos no Brasil mais de mil crianças morrem afogadas. Confira dez atitudes para aproveitar as férias de verão com a família em segurança:

1- Não fique a menos de um braço de distância das crianças dentro da água.
2- Incentive os pequenos a usar colete salva-vidas.
3- Prefira praias e piscinas que contem com a presença de um salva-vidas.
4- Respeite as sinalizações de segurança.
5- Restrinja o acesso a piscinas e tanques com uso de cerca.
6- Não se aproxime de pedras, barrancos, encostas e costões.
7- Não superestime sua capacidade de nadar - metade dos afogados achavam que sabiam nadar!
8- Não entre no mar, rio ou piscina se tiver consumido bebida alcoólica.
9- Se for pego por uma correnteza, não lute. Flutue, erga uma das mãos e peça por socorro.
10- Nunca entre na água para salvar alguém. Jogue boias ou material flutuante e ligue para o 193.

Fonte: SOBRASA – Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático

23/12/2017 - 08:41

Conecte-se

Revista Máxima