Todos os cuidados para proteger seu cãozinho nas férias

Assim como as crianças, eles também precisam de uma atenção especial nesta época do ano. Confira as dicas de Renato Zanetti, zootecnista e especialista em comportamento animal

Máxima Digital

Aproveite o verão sem colocar seu amigão em risco | <i>Crédito: iStock
Aproveite o verão sem colocar seu amigão em risco | Crédito: iStock

*Não passeie com seu cachorro se o sol estiver muito forte. No geral, evite o período ente 10h e 16h. As raças com focinho curto, como Pug, Pequinês e Buldog sofrem ainda mais com os dias quentes, pois a troca de ar para regular a temperatura é prejudicada pela anatomia deles. Portanto, saia apenas nos horários mais fresquinhos. Ah, outra coisa: não se esqueça de que o chão também fica quente e pode queimar as patinhas do seu pet.

*Garanta água fresca em abundância, tanto nos passeios, quanto em casa, durante todo o dia.

*Lave o cão com água doce e seque-o após atividades aquáticas para evitar fungos e outras dermatites.O acúmulo de sal do mar ou cloro da piscina pode ser irritante à pele do animal. Atenção especial às raças de pelos longos.

* Proteja com filtro solar (de humanos ou específico pata pets) as áreas claras ou sem pigmentação. O risco de câncer de pele é real.

*Faça prevenção contra pulgas e carrapatos se forem para sítios ou ambientes abertos, que possam receber outros cães e outras espécies, como cavalos ou animais nativos, por exemplo.

* Observe se o animal apresentar de diarreia e vômitos. Ambos os casos devem ser tratados por um médico veterinário.

*Nunca, em nenhuma estação ano, deixe seu cão dentro do carro com os vidros fechados e sem ventilação. Aquela corridinha até o mercado pode ser fatal.

* Em viagens longas, faça paradas periódicas para seu amigo esticar as pernas, hidratar-se e fazer suas necessidades.

*Antes de pegar a estrada, leve-o para uma consulta com um médico veterinário de confiança para se certificar de que o pet está apto a viajar.

25/12/2017 - 08:11

Conecte-se

Revista Máxima