Máxima
Busca
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Testeira

Vergonha do gordo? Aline Zattar discute sobre a gordofobia nos ciclos sociais

Aline Zattar trouxe exemplos de como as pessoas devem se posicionar contra a gordofobia

ALINE ZATTAR Publicado em 09/08/2022, às 12h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Vergonha do gordo? Aline Zattar discute sobre a gordofobia nos ciclos sociais - Divulgação
Vergonha do gordo? Aline Zattar discute sobre a gordofobia nos ciclos sociais - Divulgação

Até parece mentira que ainda nos dias de hoje encontramos pessoas que sintam vergonha de estar ao lado de outras que não sejam o estereótipo padrão que a sociedade dita por tempos.

Familiares, amigos, namorados, vez ou outra se sentem constrangidos, leia bem: CONSTRANGIDOS por estarem ao lado de uma pessoa gorda. Mesmo sendo aquela pessoa que amam, que querem bem, aquela pessoa que faz bem para eles, que cuida, que tem afeto.

++ Cores e mais cores: Os tons que irão bombar nas próximas estações

E por que isso? Receio do pensamento alheio. O quanto o outro interfere na sua vida? Quanto o pensamento alheio muda o seu jeito de agir? Por que minutos ou segundos dos olhares de quem você nem conhece pode mexer tanto nas suas ações?

“Não posta essa foto”, “precisa mesmo que eu poste uma foto com você?”, “você é corajosa de usar essa roupa”, “você vai postar mesmo essa foto comigo?”, “você deveria ter usado uma roupa preta, ia disfarçar mais”. Entre outros absurdos que recebo de relatos de seguidoras.

A forma física de alguém perante a sociedade importa mais do que como essa pessoa faz você se sentir perto dela? Do que como essa pessoa te trata, te acolhe e te quer bem? Isso vem em segundo plano?

++ Como reverter um processo traumático em um projeto de sucesso e empreendedorismo?

Claro que devemos analisar muito bem quem deixamos estar nas nossas vidas. Mas muitas vezes essas pessoas que têm esse preconceito que nem é velado, mora na mesma casa, é da mesma família, ou ainda é “amigo” próximo, e nem sempre conseguimos nos distanciar da forma devida.

Mas o que devemos fazer é nos impor, jamais nos escondermos, nunca deixarmos de viver pelos pensamentos alheios. Não é justo termos momentos tolhidos da vida pensando no olhar preconceituoso alheio. Não devemos deixar esses segundos virarem horas, dias ou meses de insegurança e sofrimento.

Ergue a cabeça! Vai viver! E quanto a quem se envergonha de estar ao seu lado… se afaste, eles, sim, não fazem bem a você e não ao contrário!

++ Alfaiataria e tênis: Sucesso ou fora de moda?


Além de influenciadora digital, modelo, vencedora do miss plus size 2013, Aline Zattar é mãe, linda, inspiradora e é uma mulher que aprendeu a se amar, depois de tantos anos ouvindo que o seu corpo estava fora do padrão

Autoestima e amor-próprio são essenciais para uma vida saudável (mental e fisicamente falando). Por isso, e por tantos outros motivos que vocês descobrirão ao longo do tempo, Aline Zattar é colunista da Máxima Digital.

Toda terça-feira tem conteúdo novo!  

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!