Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Autoconhecimento » Racismo

5 livros importantes, escritos por mulheres negras, para refletir e estudar sobre o racismo; confira!

Em meio aos casos de racismo ao redor do mundo, saiba como se informar sobre o assunto por meio de livros

Máxima Digital Publicado em 02/06/2020, às 21h12 - Atualizado às 21h12

5 livros importantes, escritos por mulheres negras, para refletir e estudar sobre o racismo
5 livros importantes, escritos por mulheres negras, para refletir e estudar sobre o racismo - Instagram

Após a morte de George Floyd, asfixiado por policiais brancos, protestos em todo mundo começaram contra o racismo. 

Nesta terça-feira, 2, as redes sociais amanheceram cheias de quadrados pretos com a hashtag 'Blackout Tuesday' que tem como objetivo mostrar apoio à comunidade negra do mundo, além de fazer com que os feeds fiquem quietos para que as postagens de pessoas negras possam ser vistas e ouvidas com mais facilidade.

Além disso, é dia das pessoas deixarem as suas postagens de lado e focarem em entender sobre o assunto.

Com isso, separamos para vocês cinco livros, escritos por mulheres negras, para você estudar sobre o racismo.

1 - Pequeno Manual Antirracista (Djamila Ribeiro)

Em 'Pequeno Manual Antirracista', a filósofa Djamila Ribeiro fala sobre a atualidade do racismo, negritude, branquitude, violência racial, cultura, desejos e afetos. O livro posssui 11 capítulos que ajudam o leitor a se aprofundar e a refletir sobre discriminações racistas estruturais, além de reconhecer as raízes e o impacto do racismo. Durante a leitura fica claro que a prática antirracista é uma luta de todos e algo urgente.

2 - Sim à Igualdade Racial: Raça e Mercado de Trabalho (Luana Génot)

'Sim à Igualdade Racial: Raça e Mercado de Trabalho' aborda a desigualdade racial no mercado de trabalho no Brasil. Luana Génot, diretora-executiva do Instituto Identidades do Brasil (ID_BR),  traz 16 depoimentos de pessoas, entre CEO de empresas e trainees, atores e jornalistas, que abordam sobre a desigualdade no ambiente corporativo.

3 - Olhares Negros - Raça e Representação (Bell Hooks)

Em 'Olhares negros', Bell hooks fala a respeito de como a experiência da negritude e das pessoas negras surge na literauta, na música, na televisão e no cinema. O livro tem o intuito de criar uma intervenção na forma como falamos sobre raça e representação.

4 - A Liberdade é uma Luta Constante (Angela Davis)

O livro da ativista Angela Davis é reúne seus artigos, discursos e entrevistas realizados em diferentes países entre 2013 e 2015. Os textos nos fazem refletir sobre as lutas históricas do movimento negro e do feminismo negro nos Estados Unidos e a luta contra o apartheid na África do Sul, além de se relacionarem com movimentos atuais. 

5 - Minha História (Michelle Obama)

'Minha História' conta a vida de Michelle Obama, primeira-dama dos Estados Unidos — a primeira afro-americana a ocupar essa posição. Escrito pela própria, o livro retrata trajetória de Michelle desde sua infância na região de South Side, em Chicago, até a conquista do cargo de primeira-dama. Durante a narrativa, é retratado as dificuldades, o racismo que Michelle viveu e a história inspiradora que desafiou constantemente as expectativas. 

 

 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI