Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima

Jogando contra: pare agora de sabotar seus próprios planos!

com a autossabotagem é assim: sem perceber, você toma atitudes que dificultam a realização dos próprios sonhos. Confira as razões que nos fazem cair nessa cilada e saiba como dar a volta por cima

Texto: Patrícia Affonso Publicado em 30/11/2015, às 16h10 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

maxima - shutterstock
maxima - shutterstock
1. Zona de conforto
Mudanças sempre assustam. E é por isso que tanta gente passa anos a fio vivendo relações destrutivas, tolerando emprego chato, e por aí vai... a pessoa até reclama, mas arregaçar as mangas e transformar em realidade, que é bom, nada! "A tendência natural é buscar o conhecido, o que pode se converter numa força que impede de alcançar o novo", diz a psicóloga Teresa Amorom (RJ). E isso acontece mesmo quando a situação parece insustentável. "É que, por mais insatisfatório que seja o cenário atual, ele é familiar e, por essa razão, passa a ideia de segurança e controle", completa Cassia Verginia de Resende (SP), coach e consultora de desenvolvimento humano. 

Enfrente
Conquistas trazem consigo novas responsabilidades e demandas, que precisamos estar dispostas a assumir. Parta para a ação! A adaptação pode ser difícil, mas sua vida tende a melhorar em seguida.

2. Medo de ser feliz
Todas nós temos alguma reserva de insegurança e ansiedade. Acontece que, para algumas pessoas, essas emoções alcançam um pico justamente quando algo dá certo. "Isso é muito comum quando sentimos que encontramos o homem da nossa vida, por exemplo. Quanto mais apaixonadas ficamos, cresce também o medo do sofrimento futuro e, para evitar a (in)felicidade, damos um jeito de magoar a pessoa ou inventar problemas que não existem para minar a relação", aponta Cassia. É o que os especialistas chamam de medo da felicidade: a necessidade de plantar obstáculos quando nos depararmos com um acontecimento feliz ou com o sucesso, a fim de evitar sofrimento futuro. 

Enfrente
"O excesso de pensamentos com expectativas catastróficas só alimenta os nossos medos", diz Teresa. O passado já foi, o futuro é uma incógnita. Limite-se a lidar com o presente. Curta mais o momento!

3. Idealização
Existe outro perfil de pessoas que ficam angustiadas quando conseguem algo que queriam muito. Ao contrário das que tem muito medo da felicidade, elas preferem nem alcançar a realização desejadas e acabam se autossabotando antecipadamente. A razão? Sentem um prazer imenso em viver no mundo da fantasia, da idealização, do planejamento, e imaginando-se em situações novas e vitoriosas. O problema é que o hábito torna as realizações cotidianas frustrantes, pois, geralmente, elas não são tão incríveis quanto as produzidas pela imaginação, já que exigem mais esforço e, na maioria das vezes, tem uma trajetória, menos florida.

Enfrente
Sonhar é, sim, muito importante, pois nos ajuda a identificar aquilo o que desejamos. Mas a vida só tem sentido se partirmos em busca dessas vontades. E, quando o assunto é focar e realizar, melhor mesmo é manter os dois pés no chão. No mundo real, as batalhas nem sempre são fáceis, e não é certo que a glória recaia sobre nós. Mas o gostinho da conquista real e palpável, pode apostar, é muito especial.


Confira a matéria completa na MÁXIMA de novembro. 
ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI