Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima

10 pontos turísticos que você tem que conhecer no Rio de Janeiro

A cidade maravilhosa tem diversas opções para quem quer se divertir e conhecer um pouco mais do local da Olimpíada 2016

Texto: Carmen Cagnoni Publicado em 18/07/2016, às 11h48 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

10 pontos turísticos que você tem que conhecer no Rio de Janeiro
10 pontos turísticos que você tem que conhecer no Rio de Janeiro - Getty Images

1. Calçadão de Copacabana
Não há quem resista a uma caminhada, com paradinha para fotos tendo como fundo o Copacabana Palace, o mais tradicional hotel carioca. No calçadão construído no século passado, cujo desenho tem forma de ondas, é possível encontrar pessoas de todos os lugares do planeta. Muitos quiosques na orla convidam a uma paradinha para uma cerveja gelada, caipirinha ou água de coco.

2. Forte de Copacabana
Fica no final da praia de Copacabana e foi concebido no final do século XIX, para defender a cidade do Rio de Janeiro de ataques inimigos (antes, lá existia a Igreja de Nossa Senhora de Copacabana). O Museu Histórico do Exército oferece diversas exposições e eventos musicais também acontecem no local, que tem uma vista linda da Baía de Guanabara. Há uma Confeitaria Colombo na Alameda dos Canhões, aonde é possível tomar um café com vista linda de toda orla de Copacabana. Preço: R$ 6 (adultos); R$ 3 (estudantes, idosos e professores da rede pública) e grátis para menores de 10 anos. www.fortedecopacabana.com

3. Bondinho do Pão de Açúcar
Impossível vir ao Rio e não passear no teleférico inaugurado em 1912, localizado na Urca, zona sul. A subida é feita em duas etapas: a primeira vai até o morro da Urca; a segunda, até o Morro Pão de Açúcar. Do bondinho, e dos mirantes, a vista é fantástica de praias como Leme, Copacabana, Ipanema, Flamengo e Leblon. A Pedra da Gávea, a Tijuca, o Corcovado, a Baía de Guanabara e a Enseada de Botafogo também são bem vistas. Nas plataformas de parada há restaurantes, cafés e lojinhas que vendem inúmeras lembrancinhas do local. Preço: R$ 76s (idosos, portadores de necessidades especiais e pessoas com idade entre 6 e 21 anos ganham desconto). www.bondinho.com.br

4. Santa Teresa
Bairro charmoso, reduto de cultura e arte, com suas ladeiras e casarões, onde é possível encontrar muitos ateliês. Repleto de bares e restaurantes deliciosos, o local convida a passeios finalizados com uma conversa. Destaque, também, para as escadas do Convento de Santa Teresa, mais conhecida como Escadaria Selarón, que liga o bairro à Lapa. Para chegar ao topo o bucólico trenzinho é a melhor opção: o trajeto começa no Centro, passa pelos Arcos da Lapa e segue pelas ladeiras de Santa Teresa, por pontos como o Mirante das Ruínas, com uma visão bem bonita da cidade. Saída: Rua Lélio Gama, s/n, Centro. www.visitbrasil.com

5. Lapa
Todos os ritmos (e etnias) se encontram no bairro boêmio, que reúne um grande número de bares e restaurantes, em casarões e sobrados da época do império. Do samba, forró e MPB, passando pelo jazz e rock, a música invade todos os lugares. Há casas aonde é possível arriscar uns passos (ou dar show, se a dança for a sua praia). Na entrada do bairro, destaque para os Arcos da Lapa, um aqueduto construído pelos portugueses na época da colonização.

6. Parque Lage
Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o belo jardim de estilo romântico tem um palacete, vasta programação cultural, extensa área verde, lazer para crianças e uma trilha que leva ao Corcovado (aonde está o Cristo Redentor), além de outras atrações, como lagos e ilhas artificiais, cavernas e aquários incrustados nas paredes. Local perfeito para um piquenique! Aproveite! visit.rio

7. Cristo Redentor
A imagem mais forte e tradicional da cidade foi inaugurada em 1931, no alto do morro do Corcovado, no Parque Nacional da Tijuca, a 710 metros do nível do mar (são 220 degraus para chegar aos pés do Cristo – para facilitar o trajeto há elevadores panorâmicos e escadas rolantes). É considerada uma das sete maravilhas do mundo e atrai pessoas de todas as religiões. O acesso é feito de carro, van ou trem (www.tremdocorcovado.rio). Preços: R$ 68 (adultos), R$ 44 (crianças 6 a 11 anos, até 5 anos a entrada é gratuita), R$ 22 (idosos). visit.rio

8. Museu do Amanhã
Espaço modernérrimo de estudo sobre o impacto que o nosso modo de viver pode ter no futuro e as possíveis formas de mudar um cenário tão trágico. Instituições renomadas, como o MIT (Instituto de Tecnologia de Massachussets), o Google e a NASA, abraçaram a causa coletiva de estudar como os indivíduos podem transformar o destino da Terra, numa proposta pioneira. Preços: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Fechado às segundas-feiras. O ideal é agendar a visita on-line. www.museudoamanha.org.br

9. Feira de São Cristóvão
Fica no Centro Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas e começou por volta de 1960, para que migrantes pudessem matar saudades dos seus hábitos, costumes, culinária. Com o tempo ganhou vulto. Hoje são cerca de 70 quiosques. Para alegrar, shows com ritmos nordestinos, como forró, não faltam, bem como karaokê. Ainda vale um passeio pelo bairro de São Cristóvão, que abrigou a família Real durante a época do império. visit.rio

10. Centro Histórico
Várias igrejas da época do Brasil colônia podem ser visitadas, entre elas, a Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé. O local foi transformado em Capela Real por D. João VI, em 1808, quando ele chegou ao Rio, e abrigou a coroação de D. Pedro I, D. Pedro II, além de todos os casamentos reais, inclusive o da Princesa Isabel. Na região há vários museus localizados em prédios de estilo neoclássico, como a Casa França-Brasil (a obra traz o primeiro registro do estilo no Rio de Janeiro, tendência que viria a se popularizar deixando a cidade marcada por suas casas coloniais), o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) e o Centro Cultural Paço Imperial (tombado pelo Patrimônio Histórico em 1938). visit.rio

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI