Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Comportamento » Decepção

Após revolta religiosa contra criança de 10 anos que realizou aborto por ter sido estuprada, Cleo parte em defesa da menina e se posiciona

Em uma conta online, a artista defendeu que é preciso evoluir

Máxima Digital Publicado em 17/08/2020, às 11h20

Cleo defende menina que foi estuprada pelo tio
Cleo defende menina que foi estuprada pelo tio - Instagram

O Brasil se comoveu com a história da menina que foi estuprada durante quatro anos pelo tio no Espírito Santo. Aos 10 anos, a pequena ficou grávida e no último domingo, 17, passou por um aborto em outro estado.

O estado, hospital e o nome da menina foram mantidos em sigilo pela Justiça, porém foram descobertos por um grupo de religiosos, que foram até a porta do local para protestar contra o ato autorizado judicialmente. 

O médico responsável pelo procedimento explicou ao grupo que a Justiça havia permitido que a jovem passasse pelo aborto. 

Os vídeos da manifestação religiosa contra o aborto da menina viralizaram na internet e a vida da menina foi exposta nas redes sociais. 

Ao ver o que estava acontecendo, Cleo se solidarizou com a situação da criança e deixou uma mensagem em seu perfil no Twitter. 

"Não use religião ou qualquer outra coisa para justificar um crime! Obrigar uma criança vítima de um estupro a seguir com uma gestação, é inaceitável! Não é sobre religião, política, nem sobre opinião! Na boa, que mundo é esse que não evolui?", escreveu a artista em sua conta na rede social. 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI