Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Comportamento / Projeto social

Atriz da série 'Pose' conhece projeto social no Brasil

Angelica Ross foi até ao local conhecer um espaço que traz um teatro a céu aberto que leva arte e cultura para a favela

Máxima Digital Publicado em 02/01/2022, às 12h00

Atriz da série 'Pose' conhece projeto social no Brasil - Divulgação
Atriz da série 'Pose' conhece projeto social no Brasil - Divulgação

Conhecida pelo seu papel na série Pose, uma série americana que aborda a cultura LGBTQIA+ em Nova York durante a década de 80, Angelica Ross marcou presença na Cidade de Deus ao visitar o Instituto Arteiros, uma ONG que busca levar arte e cultura para os moradores da favela.

"A Cidade de Deus tem um nome de peso fora do Brasil, as pessoas conhecem a favela, então isso chamou a atenção da Angelica. Ao saber que temos o Arteiros é uma ONG que fala sobre gênero, negritude, sobre a luta de causas de minorias, ela se interessou em nos conhecer", afirmou Rodrigo Felha, um dos fundadores do Instituto Arteiros.

O Quintal Arte, projeto que chamou a atenção da atriz para fazer a visita, se encontra logo atrás do Instituto Arteiros, além dela, também recebeu a visita e o apoio de outros artistas como Fábio Porchat, Marcelo Adnet, Glória Perez, que também veem a importância de criar esses projetos que buscam levar arte e cultura para as minorias.

"É a minha primeira vez no Brasil e eu estou amando! Me sinto tão representada, existem muitas pessoas pretas no país e isso me deixa feliz, encontro pessoas como eu sou nas ruas, há pessoas de cor aqui como nunca vi", afirmou a atriz.

Ao ser informada que o Instituto Arteiros cria projetos culturais para os moradores na Cidade de Deus, a atriz se mostrou animada e feliz com as iniciativas.

"Isso é maravilhoso, vocês fazem um trabalho ótimo! É uma honra vir aqui e conhecer um espaço tão bonito que exalta a negritude", disse Angelica junto com seu amigo, o cantor Samuel, ao ver o painel com imagens de figuras negras.

Angelica e Samuel descobriram o Instituto Arteiros através de sua guia que o estão acompanhando durante a sua visita no país. Quando descobriram que existia esse projeto para os moradores da favela, e também para as pessoas negras, quiseram prontamente ir ao local para ver de pertinho a iniciativa que tanto amaram.

Ao chegar na sede, eles participaram de uma roda de conversa com os colaboradores, moradores e o ator André Dread, da novela Gênesis, para discutir várias questões como racismo, oportunidades na arte, sobre as questões LGBTQIA+, já que Angelica é uma mulher trans.

"Para mim enquanto indivíduo, ator negro e periférico foi maravilhoso conhecer a Angélica. Ela tem uma luta lindíssima e inspiradora, é a fundadora de uma empresa que ajuda pessoas trans a serem inseridas na indústria tecnológica. Essa troca com ela pra mim serve de combustível para continuarmos na nossa luta por igualdade e ampliação de oportunidade", relatou André.

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI