Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Comportamento » Dia Mundial do Orgasmo

Dia do Orgasmo: 5 perfis que abordam a sexualidade feminina como ela é e exploram o prazer

No Dia do Orgasmo, separamos 5 contas nas redes sociais que abordam sexo, prazer e muito mais

Bruna Goularte Publicado em 31/07/2020, às 15h31

Dia do Orgasmo: 5 perfis que abordam a sexualidade feminina como ela é
Dia do Orgasmo: 5 perfis que abordam a sexualidade feminina como ela é - Reprodução/ Instagram

Sabia que existe um dia especialmente criado para celebrar o orgasmo? Sim!

No dia 31 de julho é comemorado o Dia Mundial do OrgasmoA data foi criada há 21 anos por uma rede de sex shops britânica para trazer à tona esse assunto tão bom.

Afinal, aquela sensação de prazer capaz de melhorar a qualidade do sono, de reduzir os níveis de estresse e até de fortalecer o sistema imunológico merece muito reconhecimento. 

Contudo, nem tudo são flores. Infelizmente, 64% das mulheres - sim, mais da metade - não conseguem atingir o orgasmo durante a relação sexual, segundo pesquisa da Prazerela (escola com a missão de apoiar mulheres a se empoderar de seus corpos através do prazer feminino).

Também mostrou que 74% das mulheres sentem orgasmos quando se masturbam. Os dados revelaram que 67% já fingiram ter orgasmos e 43% falam abertamente sobre a questão com os parceiros.

Pensando nisso, nós, da Máxima DIgital, queremos ajudar a aumentar o número de mulheres que conseguem chegar o orgasmo. Para isso, separamos 5 perfis no Instagram que falam sobre o prazer feminino visando a amplificação do debate sobre orgasmo, autoconhecimento e masturbação feminina.

Vem conhecer essas produtoras de conteúdo em redes sociais:

Prazerela

O próprio perfil da pesquisa citada é um ótimo criador de conteúdo sobre prazer feminino e tudo o que o cerca. É comandado por Mariana Stock, fundadora do Instagram, comunicadora, psicanalista, doula e terapeuta orgástica. Ela largou a carreira na publicidade para falar e promover atividades voltadas à sexualidade da mulher.

A missão do perfil é "apoiar as mulheres nesse processo de apropriação de seus corpos, libertação de seus prazeres, de resgatar a sexualidade com uma perspectiva positiva", comentou Mariana.

Também existe a Casa Prazerela, em São Paulo. Espaço físico que abriga grande parte das atividades, cursos e exposições feministas. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

VULVA PRESENTE ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Historicamente nós fomos educadas a achar que o nome do genital da mulher cis é vagina. Mas, não é! O nome da parte externa e visível do genital feminino se chama vulva. Sim, nós temos uma incrível parte externa do genital onde se concentra grande parte da nossa sensibilidade e do nosso prazer. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Seria ingenuidade achar que é à toa que a gente aprende que a mulher cis tem vagina apenas. Por séculos quiseram nos fazer acreditar que nós temos ausência de falo, enquanto eles são os detentores do falo. Sabe estratégia ardilosa de controle dos nossos corpos? Então. Metáforas absurdas como chave na fechadura e espada na bainha são típicas de uma sociedade machista que insiste em colonizar os nossos corpos. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Além da gente não saber nomear o nosso genital, ainda existe uma pressão estética por um padrão de vulva: pequena, rosinha, magra, com pouco relevo, depilada e com cheiro de baunilha. Quem nunca se preocupou com a aparência ou cheiro da sua vulva? Eu passei uma vida inteira refém dessas narrativas opressoras. Sinto que aos poucos estou conseguindo me desvencilhar dessas tramas dominadoras. No meu caminho, o gozo orgástico tem sido um dos melhores antídotos para essa doença machista. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Demorou um bom tempo para que eu conseguisse educar o meu olhar para ver beleza no meu genital. Hoje eu amo minha vulva, cheia de pêlos, com lábios internos muito maiores do que os externos e com cores multicoloridas. Amo minha condição cíclica-orgástica-vulvídica. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ E você, como anda a relação com a sua vulva? ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Arte maravilhosa de @helenmusselwhite

Uma publicação compartilhada por Prazerela por Mariana Stock (@prazerela) em

 

Vagina Sem Neura

Esse perfil foi criado pela fisioterapeuta pélvica Ana Gehring. Ela usa o perfil com mais de 500 mil seguidores para nos lembrar de que a vagina é um músculo que precisa de exercícios. Além disso, Ana também trata sobre autoconhecimento, masturbação, pompoarismo, autoestima e muita educação sexual.

O empoderamento feminino vêm através da disseminação de conteúdo e conhecimento do próprio corpo.

O Vagina Sem Neura é um dos maiores produtores de conteúdo sobre o assunto. É repleto de posts diários no Instagram, troca de experiência e dúvidas nos Stories e exercícios de pompoarismo diários em lives. O conteúdo também tem um braço no YouTube com muito mais.

 

Clitóri-se

O perfil também é um ótimo produtor de conteúdo para quem quer informação de forma leve. O Clitóri-se disponibiliza explicações sobre o clitóris e o exalta como ele merece. Também é um canal aberto para as mulheres se informarem e tirarem as dúvidas sobre prazer, sexualidade e autoconhecimento.

O projeto foi criado pela pedagoga e educadora sexual Caroline Arcari e pela jornalista e educadora sexual Julieta Jacob. O canal de comunicação se intitula como  “projeto de celebração do corpo e da sexualidade feminina”.

E é isso mesmo que ele faz! O Clitóri-se contribui com a saúde da mulher como um todo. Até mesmo com a luta contra práticas abusivas - como a mutilação genital feminina e a normalização genital. Uma das atividades da iniciativa é o apoio às vítimas de violência sexual, para que assim elas se empoderem e voltem a reconhecer seus corpos como uma fonte de prazer.

 

O prazer é todo meu

Esse perfil é comandado pela ex-BBB Marcela Mc Gowan, que é médica ginecologista, obstétrica humanizada e especialista em sexualidade feminina. O perfil reúne mais de 200 mil seguidores e afasta os tabus sobre o prazer feminino.

Com uma pegada leve e criativa, canal é cheio de vivências, experiências, saúde, autoestima e muito conhecimento sobre o universo feminino. 

A médica também traz dicas e informações sobre relacionamentos abusivos, violência contra a mulher e machismo.

 

Fique Amiga

O Fique Amiga é um perfil criado pela Babi Ribeiro. O próprio nome já diz tudo, né? A criadora de conteúdo apresenta um espaço de troca de vivências, dicas e informações sobre a nossa tão querida vagina.

Além de sexualidade e prazer, que são os assuntos mais abordados, Babi também ajuda as mulheres sobre a ginecologia natural e feminismo.

A vibe boa fica por causa dos desenhos que a própria faz à mão. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Eu sou formada em siriricologia, praticando a técnica desde que eu era pequena (figurativamente falando, sempre fui muito alta). Mestre em chuveirinho, dominadora das artes de roçar no travesseiro, venho dividir com vocês dicas para fazer uma siriritop. . Gozar é maneiro? Nossa senhora, como é! Mas o processo até chegar lá tem que ser incrível, ou fica muito difícil de você gozar, e se gozar sem um processo incrível antes é só um orgasmo mais ou menos (que também é ok, mas hoje às dicas são pra uma siriritop não pra uma siriri qualquer coisinha) . "Mas Babi, por onde eu começo, nem sei se meu xoxotone morde?" Migs, primeiro de tudo é você fazer um reconhecimento de área, da uma boa olhada na sua vulvinha com um espelho, e vai tocando nela inteira até achar os lugares mais sensíveis. . NINGUÉM ESTA VENDO VOCÊ MEXENDO NA SUA VULVA 🌈 Quando a gente não tá acostumada ainda com a masturbação, pode rolar umas culpas e inseguranças, que é completamente normal você sentir, mas isso é extremamente necessário de desconstruir, seu xoxotone tá no seu corpinho pra te dar prazer, você pode tocar nela como quiser, ela é sua! . Pense em sexo, coloca essa cabecinha pra trabalhar. Nosso prazer e tesão vem do cérebro, então ele deve ser estimulado. Leia contos que você gosta, assista coisas que te excitam, pense em fantasias que você gostaria de realizar, ninguém tá na sua imaginação e você é livre nela. . Explore sua vulva toda, provavelmente o clitóris vai ser a parte mais sensível, mas se você massagear ela inteira, vai ficar bem mais gostoso quando for tocar no clitóris. Pra ser gostoso tem que estar molhada e lubrificada, você pode utilizar óleo de coco pra essa massagem. Estando molhada, faça a massagem na vulva e depois comece com movimentos circulares no clitóris, pra baixo e pra cima, vai testando e vendo qual te dá mais prazer. Quando você fizer movimentos que estão muito gostosos, mantenha eles e quanto mais gostoso estiver e parecendo que você não aguenta mais, é por que está próximo de gozar. . Vibradores são delícia demais pra agregar na sua siririca, são estímulos mais intensos e levam ao orgasmo mais facilmente (me chamem no direct que eu vendo pra vocês sz)

Uma publicação compartilhada por Babi Ribeiro (@fiqueamiga) em

 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI