Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Comportamento » Inspiração

Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino: conheça a história de Bianca Vilela, a CEO que conta com uma equipe 100% composta por mulheres

A data, criada pela Organização das Nações Unidas (ONU), serve de reflexão e homenagem às conquistas femininas no campo profissional

Empreendedora Bianca Vilela para a Máxima Digital Publicado em 19/11/2020, às 11h31

Bianca Vilela fala sobre empreendedorismo feminino
Bianca Vilela fala sobre empreendedorismo feminino - Divulgação

Realmente não é fácil empreender no Brasil, aliás em boa parte do mundo esta é uma tarefa bastante desafiadora.

Muitos acreditam que empreender é ficar rico, milionário do dia para noite e, claro, ter que trabalhar muito pouco depois de ter uma ideia incrível. Minha história nada tem a ver com isso.

Hoje, dia 19 de novembro é um dia mais que emblemático para nós mulheres, pois é o dia Mundial do Empreendedorismo Feminino!

Estou muito contente em poder compartilhar aqui a minha história, afinal acredito muito no coletivo. Talvez esta seja a parte mais linda e poética de montar um negócio, regra nº 1: você não chega a lugar nenhum sozinha(o)!

Precisamos entender os números para pensarmos de forma estruturada. Mais de 45% das donas de negócios no Brasil se tornaram “chefes de domicílio”, ou seja, quem coloca comida na mesa! E para nossa surpresa, entre 49 países do mundo, o Brasil tem a 7ª maior proporção de mulheres entre os “empreendedores iniciais”.

Agora trago um dado que é uma vergonha! Vocês acreditam que as mulheres, ao tomarem empréstimo, pagam taxas de juros maiores que os homens? Sendo que a taxa de inadimplência das mulheres é inferior à registrada por homens: 3,7% para mulheres contra 4,2% para os empresários.

EMPREENDER ESTÁ NO SANGUE? Não!

Primeiramente quero dizer que os meus pais não são empreendedores e que nunca ninguém me estimulou a isso, desta forma fique tranquila se você não tiver esta “herança” familiar. Te garanto que isso não tem a ver com genética e que a vontade de empreender e a força de fazer acontecer estão aí, dentro de você!

Nasci na cidade de São Paulo e aos 09 anos, minha mãe, meu irmão pequenino e eu fomos morar em uma cidade do interior, em Mogi Mirim. Lá, vivi uma vida simples e muito gostosa, tendo adoração pelos estudos. Aos 16 anos, cursava inglês em uma escola de idiomas, quando fui convidada pela dona da escola para auxiliar como staff nas aulas das crianças e adolescentes. Aí começou a minha trajetória profissional e o meu primeiro e único registro em carteira de trabalho.

No ano seguinte, passei no vestibular em uma cidade vizinha, na Unesp de Rio Claro, curso de Educação Física. Eu estava muito preocupada, pois apesar da universidade não ser paga, eu teria despesas com aluguel e alimentação. Mas como o universo é maravilhoso, logo no terceiro dia de curso, estávamos reunidos no restaurante universitário e um colega perguntou: “alguém sabe dar aula de street dance? Tem uma academia da cidade que está contratando professores”. Eu nunca havia ministrado esse tipo de aula, mas logo respondi que sim. Uma amiga rapidamente se propôs a montar algumas coreografias da moda e dias depois lá estava eu, pronta pra qualquer desafio!

E nem precisa dizer que paguei todas as minhas despesas com as aulas ministradas em academias durante esses quatro anos, mas o impressionante é que nunca mais quis ser registrada em carteira novamente. Mas por qual motivo? Porque logo de início percebi que não me enquadraria nesse formato de trabalho e que toda a minha trajetória profissional seria pautada no empreendedorismo, sem mesmo ainda ter grandes definições.

Logo no final do ano de 2001, ano da minha formatura, fui para Alphaville – SP. Uma proposta de trabalho em uma academia diferenciada de um casal de amigos que me ajudaram demais, para ser personal trainer, afinal durante todo o período universitário eu me empenhei bastante e saí com um ótima experiência na área.

Não posso deixar de mencionar que ser uma pessoa articulada, falar para as pessoas das minhas habilidades e paixões profissionais, contribuíram bastante para chegar onde estou, por isso não deixe de fazer contatos e falar com amor do seu trabalho diariamente para pelo menos 5 pessoas. Faço isso há anos e sei que dá certo!

Trabalhei por dois anos no formato de parceria neste estúdio e, assim que tive a mínima oportunidade, abri o meu próprio negócio. Tinha uma minúscula reserva financeira para isso. Meu amado tio me emprestou uma quantia (sem palavras para agradecê-lo!) e o restante que precisava pedi emprestado ao banco, assim o fiz!

Me lembro que, na época, eu consegui um empréstimo a juros baixos para empreendedores (muita gente desconhece esta modalidade! Pesquise as linhas do governo: BNDES, Banco do Brasil e Caixa Econômica). Assim, tomei emprestado aproximadamente R$50.000 para abrir uma pequena academia no formato de estúdio e em menos de 18 meses já estava com tudo pago.

O segredo? Eu trabalhava aproximadamente 14h por dia.

Aos finais de semana, aproveitava para fazer uma faxina pesada, já que eu tinha uma ajudante apenas 2 vezes por semana e precisava deixar tudo pronto para a segunda-feira. Nunca me passou pela cabeça reclamar por ter que, aos sábados, limpar o banheiro, não enxergo outro começo e agradeço a Deus pela minha trajetória.

Resolvi ampliar aqueles 80 m² para um prédio inteiro de quatro andares, que loucura hein? Certamente, os desafios foram imensos! Passei por longas fases de trabalhar 17h por dia - não recomendo a ninguém e falo muito hoje em dia sobre gestão do tempo e a importância de uma vida mais leve, entretanto sei o que fiz foi determinante para o sucesso.

Em 2011, tive uma oportunidade de vender o meu negócio, pelo preço que eu queria, já eu tinha melhor carteira de clientes de toda região, incluindo os maiores empresários e artistas famosos.

Não posso deixar de mencionar que para aumentar o faturamento eu também lancei uma marca de roupa de ginástica, que aumentava o meu ticket médio na academia, e uma lanchonete de alimentos orgânicos e saudáveis no shopping da região. Tudo isso foi me dando uma base muito grande como empresária e fui ganhando relevância.

Importância do planejamento

Viver o momento presente, sempre, porém planejar o futuro é fundamental! Mesmo com todos estes negócios acontecendo juntos, em 2003 coloquei o pé na UNIFESP e só saí de lá em 2015, tendo concluído cursos complementares, especialização e mestrado em fisiologia do exercício (minha paixão!) e para quê? Para poder ser uma professora universitária e ter mais abrangência na área. Hoje tenho o privilégio de poder falar de saúde em diversos veículos de comunicação... Olha eu aqui! Rsrs.

Atualmente tenho minha consultoria, a Bianca Vilela Saúde e Performance, conto com uma equipe 100% feminina de educadoras físicas, fisioterapeutas e nutricionistas. Um time incrível que implementa programas e ações de saúde em empresas de todo o país. Impactamos positivamente a vida de mais de 50.000 colaboradores e temos a missão de ajudar estas pessoas a mudarem hábitos por meio de novas atitudes. Pois é, reforço que ninguém chega a lugar nenhum sozinho!

Já ministrei mais de 200 palestras pelo nosso Brasil e produzi mais de 1.000 artigos para diversos veículos e empresas. Atualmente estou escrevendo meu livro que será lançado no primeiro trimestre de 2021. Amo meu trabalho!

Resumindo toda esta loucura de vida: sou uma empreendedora que nunca teve estímulos ou curso de administração, foi tudo na raça mesmo! Esta é a mensagem que quero transmitir: você pode transformar sua vida por meio do esforço e confiança.

Confie em você, busque referências dentro e fora do seu setor, crie oportunidades e vá em frente! Você chegará lá, confie na sua forca! Eu também confio em você!

Bianca Vilela

Palestrante, especialista em saúde no trabalho e fundadora da Bianca Vilela Saúde Performance.

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI