Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima

Ellen Rocche dá uma lição de como alcançar os sonhos sem abrir mão da sua essência

Estrela da novela global Haja Coração, Ellen Rocche conquistou espaço na TV sem abrir mão da essência. Sempre munida de simplicidade e encanto ela simplesmente arrasa!

Texto: Patrícia Afonso Publicado em 06/09/2016, às 11h17 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

Para encarnar Leonora Lammar, Ellen teve que abandonar os fios loiros
Para encarnar Leonora Lammar, Ellen teve que abandonar os fios loiros - Gustavo Arrais
Nunca sonhei com a fama. Tinha medo só de pensar na forma como ela afeta as pessoas.” Começa assim o nosso bate-papo com a paulista Ellen Rocche, 36 anos. A franqueza e simpatia da moça são proporcionais à beleza dela, ou seja, inegáveis. “Quando as coisas começaram a acontecer, me lembro de falar para a minha mãe (Elsi Roche, já falecida): ‘Dizem que isso sobe à cabeça, que muda a gente. A senhora me avisa se acontecer comigo?’ Ela me disse para ficar tranquila e pegou o chinelo na mão, rindo e insinuando que me daria umas bordoadas para me alertar”, conta. Na ficção, no entanto, ela vive exatamente a situação contrária. Sua personagem, a ex-BBB Leonora Lammar, de Haja Coração, faz tudo para aparecer. “É uma mulher que teve 15 minutos de fama há muitos anos, porém não entende que passou... No fundo, Leonora é muito carente, e ser famosa é uma forma de ela receber afeto”, explica.

A VEZ DELA
Este é, sem dúvida, o papel mais importante da carreira de Ellen, que já fez participações em outras tramas da Globo, como Beleza Pura (2007), Ciranda de Pedra (2007), Tempos Modernos (2010), Ti Ti Ti (2010), Insensato Coração (2011), O Astro (2011), Sangue Bom (2013) e Geração Brasil (2014). Ao lado das feras Malu Mader e Carolina Ferraz, atualmente ela protagoniza a releitura de Sassaricando, sucesso exibido em 1987. Nela, Leonora era interpretada por Irene Ravache. “É uma responsabilidade, mas a alma das personagens sofreu muitas adaptações. Por isso, acho que tenho mais liberdade para fazer a minha própria Leonora”, diz. Sobre as parceiras de cena, a bela é só elogios. “Ambas são generosíssimas. Logo na primeira leitura de texto vimos que daria a liga: tivemos uma crise de riso”, revela. Fazer rir, aliás, é uma das grandes promessas da atriz na pele da personagem. “Ela tem uma veia cômica, é exagerada. Sabe aquela pessoa que diz coisas bizarras com a maior naturalidade do mundo? Então...”, resume. 

DESVIO DE ROTA
Quem vê a desenvoltura dela em frente às câmeras nem imagina que Ellen é tímida. “Já melhorei muito! Antes eu falava baixinho e corava por qualquer coisa”, entrega. Esse é um dos motivos pelos quais a carreira artística não estava em seus planos apesar de, desde menina, frequentar os bastidores de peças com o pai (Celso Luiz Rocche, 64 anos), iluminador de teatro. Seu grande sonho era se tornar médica. Ela até chegou a ser aprovada numa universidade pública. “Porém, o campus era na cidade de Botucatu, no interior de São Paulo. Meu pai estava desempregado e não poderia arcar com a minha moradia”, lembra a atriz. Além disso, seus pais precisavam de ajuda para sustentar a casa e cuidar do irmão mais novo George, 33 anos, que tem tetralogia de Fallot (uma má-formação congênita do coração). “Então comecei a trabalhar em padarias e supermercados, até que um amigo me indicou para uma vaga de modelo. Diziam que eu era linda, que deveria fazer testes para campanhas. Resolvi tentar”, recorda. 

SER NATURAL
Pensa que a partir daí as coisas foram fáceis? “Eu ouvia um não atrás do outro. Falavam que meu quadril era muito largo, que eu tinha que emagrecer.” Chateada com as negativas nos testes, a bela começou a fazer dietas severas. “Minha mãe me disse que eu estava fi cando feia e perdendo o brilho. Ela me jurou apoio, porém explicou que queria que eu conquistasse meu espaço sendo eu mesma.” Foi o estímulo que faltava para a estrela arregaçar as mangas e correr atrás do desejado “sim”. Tempos depois, Ellen fez uma ponta num programa de namoro do SBT e encantou Silvio Santos. Convidada a integrar o casting da emissora, ela participou dos programas Gol Show (1997), Fantasia (1997), Qual É a Música (2001) e Casa dos Artistas 2 (2002). “Nesse início de carreira, fiz uma propaganda de cerveja na TV que teve muita repercussão. No dia seguinte à exibição saiu uma matéria sobre mim com a chamada “a volta do corpo violão”. A partir daí comecei a conquistar espaço, sem ter que mudar a minha silhueta ou o meu jeito de ser”, conta. Apesar de vaidosa, ela afirma que em sua vida a estética nunca ocupa o primeiro plano. “Me alimento bem, caminho, faço musculação. Mas o foco é sempre melhorar como pessoa e profissional”, entrega. 

SAUDADE ETERNA
Já deu para perceber que a dona Elsi foi uma figura extremamente importante e presente na trajetória de Ellen. Por isso, ver a mãe partir em 2013, após um a dolorosa batalha contra o câncer, foi o momento mais difícil na vida da atriz. “Foi um período de muita dor, tanto que cheguei a entrar em depressão”, confessa. Para virar o jogo, a moça se apegou aos familiares, ao trabalho e, sobretudo, ao pensamento de que sua mãe gostaria que ela estivesse feliz. “Resolvi retomar a minha vida por ela. Sei que onde ela estiver sente orgulho de mim. No entanto, é uma falta que eu não vou superar nunca”, compartilha.

Paixões de Ellen Rocche 

ANIMAIS
Ela tem dez gatos, um cachorro e um passarinho curió.

ESCREVER
Desde os 13 anos a atriz abastece um caderno com poemas, crônicas e pensamentos. 

VIAJAR
Os próximos roteiros incluem alguns lugares da Europa, como Roma, Praga e Berlim. 

DUBLAR
Ellen é contratada por uma marca de brinquedos para gravar as frases ditas por bonecas! 

ZOUK
Quando quer se desligar do mundo, a estrela sai para dançar esse ritmo latino.


Três dicas de Ellen para desenvolver a autoaceitação e ficar em paz consigo mesma

1. Não se cobre tanto. A perfeição é uma ilusão. Somos humanas, compostas de defeitos e qualidades. E são essas características que nos tornam únicas e especiais. 

2. Seja a sua maior crítica. Não deixe que os outros decidam como você deve ou não ser. Esse termômetro tem que ser seu, por favor! 

3. Lembre-se que beleza é muito mais do que aparência. Há outras coisas que nos tornam interessantes aos olhos dos outros: carisma, inteligência, simpatia...

Cabelo e make: Sandro Borges
Edição de moda: Cristian Heverson
ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI