Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Comportamento / Empoderada!

Lary reforça empoderamento e amor-próprio em faixas do álbum 'Só o que eu tô a fim'

Em exclusiva à Máxima Digital, a cantora comentou sobre esse novo momento de sua carreira

Máxima Digital Publicado em 02/08/2021, às 14h40

Lary reforça empoderamento e amor-próprio em faixas do álbum 'Só o que eu tô a fim' - Divulgação
Lary reforça empoderamento e amor-próprio em faixas do álbum 'Só o que eu tô a fim' - Divulgação

A cantora Lary embarcará em uma nova jornada em sua carreira. No próximo dia 6, a artista niteroiense lançará seu primeiro álbum de estúdio chamado Só o que eu tô a fim.

Com 10 faixas totalmente autorais, a artista promete trazer empoderamento feminino e amor-próprio nas trilhas sonoras. 

Em Só o que eu tô a fim, Lary mostrará sua sonoridade e personalidade musical, que passeia entre o Pop, o Rap e o R&B.

O primeiro disco da artista carrega a assinatura de diversos produtores; Paiva, responsável por 60% de toda a produção, Malak, produtor oficial do Poesia Acústica, Velho Beats, da Isso que é som de Rap, Lk 3030, que produziu e participou de um dos singles e o Nine, que assina a faixa preferida da cantora.

O nome do álbum acompanha o amadurecimento artístico da Lary, que após experimentar diferentes gêneros musicais, realizar projetos com grandes empresários e
colaborar com importantes cantores, se descobriu como artista independente do R&B
Pop, desbravando seu próprio espaço na indústria musical.

Lary lança novo álbum
Divulgação

 

As letras das faixas falam sobre a força de correr atrás dos objetivos, lifestyle, curtição, além de reforçar o empoderamento feminino e o amor-próprio, temas que vem sendo destacados por ela em todos os últimos trabalhos.

Em exclusiva à Máxima Digital, Lary deu spoilers do que está por vir em duas músicas do álbum.

Não disse que eu te amo fala sobre uma mulher que não quer nada sério em uma relação, mas ainda quer manter contato. 

"Escrita por mim junto com Barbara Dias, 'Não disse que eu te amo' mistura o R&B com
Funk e fala sobre a liberdade e independência da mulher em uma relação amorosa. É
uma música que normaliza o fato da mulher não querer nada sério numa relação e ainda
assim querer estar com a pessoa, de forma leve e responsável. Já vivi isso, minhas
amigas já viveram… então resolvi fazer essa música para mulherada que tá na vibe do
desapego. Gosto de colocar mulheres em posição de poder nas minhas músicas!", contou. 

"Segundo single do álbum previamente lançado, Mina Bandida conta com a colaboração
da cantora Clau e do rapper LK3030. Mina Bandida surgiu num encontro de
compositores na Bahia, de forma despretensiosa, e assim que ouvi pronta, quis pro meu
trabalho", falou a artista. 

Lary disse a música vem cheia de força: "Fala sobre a mulher no comando de uma relação. Uma mulher cheia de atitude, sensualidade e poder, que sabe muito bem o que quer. Mina Bandida foi produzida também pelo LK, e o clipe desse som conta a história de duas bandidas que são perseguidas por um investigador, que não se dá muito bem no final! O clipe tem a estética de filme, e é muito interessante! Tivemos estreia no MTV Hits e a música entrou para a maior playlist pop do Spotify, a ‘Pop Brasil’".

Lary posa para novo álbum
Divulgação

 

 

 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI