Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Comportamento / Mês das Mães

MÊS DAS MÃES: Pediatra quebra mito de que apenas bebês devem ter uma frequência em consulta e fala sobre importância desse tipo de acompanhamento

A Dra. Giovanna de Faria Rodrigues esclareceu alguns pontos sobre o quão importante é levar os filhos para uma consulta com uma pediatra

Gabriele Salyna Publicado em 10/05/2021, às 11h11

MÊS DAS MÃES: Pediatra fala sobre importância desse tipo de acompanhamento - Freepik
MÊS DAS MÃES: Pediatra fala sobre importância desse tipo de acompanhamento - Freepik

Ter um acompanhamento profissional é essencial em todas as idades. Com o passar do tempo, a sensação de que crianças e adolescentes não precisam dessa frequência surge, mas não pode ser assim. 

Conversamos com a Dra. Giovanna de Faria Rodrigues, neonatologista e pediatra do Hospital São Francisco de Mogi Guaçu, que falou sobre a importância do acompanhamento com um pediatra

"A criança deve ter um acompanhamento com o pediatra, para que, nas consultas de rotina, possamos sanar as dúvidas maternas, orientar sobre nutrição, desenvolvimento neurológico e pondero-estatural para cada faixa etária.", explicou.

Ela continuou: "Nos bebes devemos orientar os pais a estimulação em casa, desestimular o uso de telas (tablets, TVs, celulares), incentivar o aleitamento materno livre demanda, avaliar peso, estatura, perímetro cefálico, e neurodesenvolvimento.".

"Nas crianças pré-escolares e escolares devemos orientar alimentação adequada, limitar o tempo tela, avaliar o desenvolvimento escolar, a dinâmica familiar. Avaliar o crescimento e desenvolvimento neurológico.", disse.

Ela falou sobre os adolescentes: "Nos adolescentes, devemos avaliar o desenvolvimento sexual, orientar a parte sexual, avaliar o desempenho escolar e a dinâmica familiar. Prevenir diabetes, obesidade e hipertensão com medidas nutricionais e estimulando a atividade física. Mais uma vez limitar o tempo tela e avaliar a dinâmica familiar.".

"Dessa forma fazemos com que a criança e adolescente chegue em seu melhor potencial na vida adulta", explicou. 

Dra. Giovanna falou sobre a importância desse acompanhamento: "Nesse acompanhamento, podemos identificar algumas doenças já no início e tratá-las mais rapidamente, assim como prevenir outras. E avaliar a vida da criança e adolescente como um todo: núcleo familiar, escolar, pratica de atividade física, tempo tela, desenvolvimento em geral.".

Outra dúvida frequente é até com que idade devemos consultar nossos filhos com uma pediatra. 

"O pediatra segue a criança até a idade adulta. Normalmente até o final da adolescência (18 a 21 anos).", explicou a Dra.

 A pediatra falou sobre as frequências das consultas com a pediatra: "As consultas ao pediatra se iniciam intra útero. As mães devem fazer uma consulta pré-natal, por volta de 32 semanas. Após o nascimento o bebe deve voltar ao pediatra com 1 semana de vida."

"De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria: 1 consulta pré-natal, na primeira semana de vida, mensal até os 6 meses, bimestral até os 12 meses, trimestral até os 24 meses, semestral até 4 anos e anual até adolescência. 

De acordo com o Ministério da Saúde: 1 semana de vida, 1º mês de vida, 2º mês de vida, bimestral até 6 meses, trimestral até 12 meses, semestral até 24 meses, anual até adolescência.", explicou a Dra. 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI