Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Comportamento » Meteoro

Meteoro de grande magnitude explode e faz clarão no céu do Rio Grande do Sul; Veja vídeo

De acordo com o Observatório Heller & Jung, o fenômeno foi o maior avistado no estado desde 2016

Máxima Digital Publicado em 01/10/2020, às 15h07

Meteoro de grande magnitude explode e faz clarão no céu de RS e SC
Meteoro de grande magnitude explode e faz clarão no céu de RS e SC - Reprodução

A noite virou dia no Rio Grande do Sul. Tudo isso após a queda de um meteoro de grande magnitude foi registrada na madrugada desta quinta-feira, 1.

De acordo com o Observatório Espacial Heller & Jung, localizado em Taquara, foi o maior meteoro já registrado no estado gaúcho desde que o observatório começou a atuar em 2016. O fenômeno assustou muitas pessoas, que foi captado por câmeras de astrônomos profissionais e amadores do Sul do país e por um satélite.

A explosão do bólido - nome dado a meteoros que explodem com muito brilho - ocorreu à 1h09min e durou menos de 10 segundos. O brilho da explosão causou ua luminosidade foi superior à lua. Segundo Carlos Fernando Jung, proprietário do observatório e diretor científico da região Sul da Brazilian Meteor Observation Network (Bramon), o meteoro entrou na atmosfera a uma altitude de 100 km, com queda a aproximadamente 114,9 km de Taquara, sem tocar o solo. 

O tamanho do meteoro ainda deve ser analisado, assim como sua velocidade, mas, de acordo com dados da Heller & Jung, é a primeira vez que se registra um fenômeno de tamanha magnitude. 

"Estamos tentando traçar melhor o deslocamento dele. Mas posso garantir que foi o maior meteoro registrado no Estado, em tamanho e em magnitude, desde 2016. Até Santa Catarina e Paraná, porque meu sistema cobre a região Sul", ressaltou Jung. 

Ele também afirmou que quedas de meteoros são fenômenos comuns, que ocorrem diariamente. De janeiro até início de outubro, por exemplo, a Heller & Jung já registrou mais de 11 mil meteoros de baixa magnitude na área de cobertura do observatório. Jung, então, disse ser é natural que, com a queda, pessoas que avistaram o fenômeno tenham a sensação de explosão ou de tremores. Contudo, não houve relatos de danos até o momento. 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI