Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram Máxima
Comportamento » Perigo

Pânico! Duas crianças se suicidam com armas que pais guardavam em casa; Casos podem ter relação com boneca Momo

O caso merece atenção

MÁXIMA Digital Publicado em 19/03/2019, às 14h41 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

Suicídios podem ter relação com Boneca Momo
Suicídios podem ter relação com Boneca Momo - Reprodução/ Wikimedia Commons

Duas crianças cometeram suicídio no último domingo, 17, e o caso repentino chamou atenção!

Após a tragédia de Suzano, esses novos dados vieram para alarmar mais ainda os pais de crianças sobre os conteúdos fornecidos nas redes socais.

Uma das mortes aconteceu em Mundo Novo, próxima de Campo Grande, com uma menina de 11 anos. A outra, em uma cidade vizinha de São Paulo. São Caetano, e a vítima foi uma garota de 10 anos.

As investigações sobre os dois casos estão a mil. No Centro-Oeste do Brasil, a delegada que está administrando o caso, Alana Zarelli, afirmou ao G1 que o laudo da perícia ainda não está concluído. A mãe da pequena contou que pouco antes do acontecido, as duas tinham tido uma desentendimento que terminou com a garota assistindo a um vídeo no celular em outro canto da casa.

Ao saber da notícia, o pai, que exerce a profissão de policial militar, teve um ataque cardíaco e precisou ser internado às pressas.

Já na região Sudeste, a garota, que já falava sobre suicídio, de acordo com alguns vizinhos, se matou com a arma que o próprio pai guardava em casa, enquanto o genitor tomava banho. Segundo informações do Repórter Diário, a arma estava em situação irregular.

Apesar de os dois casos terem ocorrido em lugares distintos, há indícios de que eles tenham uma coisa em algum: a boneca Momo.

Com olhos grandes e pele pálida, a figura japonesa, conhecida desde julho de 2018, voltou a ser mencionada no Brasil e pode ter relação com as mortes infantis apresentadas. A personagem passou a ser usada para ameaçar usuários do WhatsApp e de outras redes.