Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Comportamento / Importância!

Representatividade! Lumena comenta a importância da vitória de Michaela Coel no Emmy 2021

A criadora de 'I May Destroy You' se torna primeira a mulher negra conquistar uma estatueta na categoria 'Roteiro de Minissérie'

Máxima Digital Publicado em 21/09/2021, às 15h20

Lumena comenta a importância da vitória de Michaela Coel no Emmy 2021 - Instagram
Lumena comenta a importância da vitória de Michaela Coel no Emmy 2021 - Instagram

Michaela Coel conquistou um marco histórico no Emmy.

Na edição deste ano, a criadora de I May Destroy You se tornou a primeira mulher negra conquistar uma estatueta na categoria 'Roteiro de Minissérie'. 

Esse momento foi um passo superimportante para a representatividade negra no universo audiovisual. 

Em exclusiva à Máxima Digital, Lumena comentou sobre esse marco histórico na premiação internacional.

"Na minha opinião, como roteirista e pesquisadora do áudio visual, eu considero que é um marco histórico, é um marco simbólico para mulheres negras que em algum momento duvidaram da sua capacidade de adentrar na indústria do áudio visual, que sim, infelizmente, ainda é um universo extremamente elitista, a formação em cinema é extremamente desafiadora, o acesso ao conhecimento sobre as estruturas de roteiro, ainda é extremamente limitado para que jovens periféricos, mulheres periféricas possam se ver ali como atuantes na área do áudio visual, cinema, como um todo.", disse. 

A ex-participante do Big Brother Brasil 21 continuou: "O prêmio de Michaela é um marco nesse sentido, de poder inspirar outras meninas a estudarem, a se reconhecerem como cineastas, a se reconhecerem roteiristas, para além desse debate estrutural, a narrativa da série é um convite para a gente denunciar violências, as violências das mais diversas, o mapa da violência no Brasil mostra que numa relação onde as mulheres são vítimas de violência as mulheres negras são triplamente mais violentadas, é muito interessante ver como a narrativa da Michaela ajuda a gente a evidenciar essas camadas perversas, que acometem os corpos de mulheres negras cotidianamente.".

"Então, ouçam mulheres negras, leiam mulheres negras, assistam roteiros de mulheres negras, pois elas têm muito a dizer.", orientou Lumena. 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI