Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima

Seguir o ex nas redes sociais é uma boa ideia?

O psicólogo Alexander Bez deu dicas de como superar o término de um relacionamento

Máxima Digital Publicado em 13/08/2021, às 15h20

Seguir o ex nas redes sociais é uma boa ideia? - Freepik
Seguir o ex nas redes sociais é uma boa ideia? - Freepik

Uma coisa é certa: nem todos os fins de relacionamento são amigáveis. Muitas vezes, com o término do namoro, ficam as mágoas e inimizades.

Quem acompanha o universo das celebridades, sabe que alguns casais terminam por motivos polêmicos, mesmo assim, alguns optam por continuar seguindo o ex nas redes, como é o caso de Pedro Scooby e Luana Piovani, que apesar de já terem protagonizado muitas polêmicas na rede se seguem no Instagram. Já o ex-casal que agitou o Brasil, Luiza Sonsa e Whindersson Nunes optaram por não se seguirem mais.

Porém, independente de ser famoso ou não, seguir o ex nas redes é uma boa alternativa?

De acordo com o psicólogo Alexander Bez, especialista em relacionamentos pela Universidade de Miami, o melhor a se fazer é não seguir. “Se uma relação termina é porque algo entre o casal já não estava tendo o mesmo feat que antes, por isso seguir o ex nas redes pode acabar facilitando o aparecimento de processos mentais desestruturáreis, como transtornos ansiosos e transtornos depressivos, e especialmente transtornos obsessivos-compulsivos.”, declarou. 

Além do imenso sofrimento que, segundo Alexander será constantemente renovado e continuado ao ver posts e stories do ex, atrapalhando assim, todas as esferas da vida da pessoa.

E no caso de alguns ex relacionamentos, em que o término não foi tão bom, o psicólogo alertou que é melhor mesmo bloquear e seguir a vida, pois dependendo da personalidade do ex, as redes sociais poderão ser usadas como uma provocação ou como alguma forma de ferir.

Ele ressaltou que seguir o ex pode até mesmo trazer prejuízos psicológicos a quem ainda não superou o relacionamento. “Se você ainda não superou, seguir o ex pode acabar gerando uma série de sentimentos, como tensão e sofrimento. Sentimentos de não valia, por exemplo, são altamente potencializados, aumentando a sensação de abandono, confusão e solidão”, pontuou.

Mas, então, como superar?

Segundo o especialista, o fim de um relacionamento sempre provoca mágoas, independente de ter terminado de maneira positiva. “Quando há um sentimento real fica muito difícil sair de uma relação sem sentir ao menos uma pontinha de tristeza pelo que foi vivido, o que é normal. Agora, o que não pode é tentar afogar essas mágoas no álcool, drogas ou em uma nova relação sem ter superado a última”, declarou.

Além disso, Alexander, que possui mais de 20 anos de experiência, complementou dizendo que é importante dar um espaço a si mesmo, não ter pressa de entrar numa nova relação e procurar realizar atividades que levantem sua autoestima: “Se cuidar, se amar e dar tempo ao tempo vai ser essencial nesse período. Outra coisa, nada de ficar chorando pelos cantos, é claro que é importante viver este luto, mas não pare sua vida dando espaço a “sofrência”, em contrapartida busque fazer coisas por você mesmo”.

Outra dica, de acordo com o especialista, é não tentar arrumar um namorado(a) com as mesmas características físicas do ex para que o mecanismo da transferência emocional não possa ser estabelecido em seu aparelho psicoemocional.

Para finalizar, Alexander disse que tudo depende de como as redes sociais são utilizadas. Se você que acabou de terminar um relacionamento e usa a tecnologia e as redes para ficar stalkeando o ex, acompanhando tudo o que acontece na vida do outro e se comparando constantemente, stop!

Mas se usa as redes sociais para fazer novos amigos ou se reconectar com pessoas que você não vê a muito tempo, isso pode ajudar a diminuir a sensação de solidão e perda. “A tecnologia pode, sim, ser muito interessante para se dedicar a novos hobbies, aprender novas coisas e desenvolver novos interesses”, concluiu.

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI