Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Coronavírus » Política

Dr. Rey pede para assumir Ministério da Saúde, defende uso da cloroquina e fim do isolamento social

Após saída de Nelson Teich, o 'Doutor Hollywood' se ofereceu para vaga no governo Bolsonaro

Máxima Digital Publicado em 15/05/2020, às 18h05

Dr. Rey pede para assumir Ministério da Saúde, defende uso de cloroquina e fim do isolamento social
Dr. Rey pede para assumir Ministério da Saúde, defende uso de cloroquina e fim do isolamento social - Instagram/Divulgação

Após o pedido de demissão do Ministro da Saúde, Nelson Teich, ser anunciado na manhã desta sexta-feira, 15, o famoso Dr. Reyfez um vídeo pedindo para assumir o cargo que está vago no governo Bolsonaro. No vídeo, ele defende o uso da hidrocloroquina e o fim do isolamento social. Dois motivos que fizeram com que Teich e Henrique Mandetta saíssem do Ministério.

De jaleco, estetoscópio e máscaras, o médico implorou pela vaga. ''O Brasil está em queda livre, e no momento em que mais precisamos do Ministério da Saúde estável, ele está um caos. É muito humilhante pedir, mas eu peço. Presidente Bolsonaro, me considere como ministro da Saúde. Sou formado em Ciências Políticas, Ciências Públicas em Saúde em Harvard. Eu apoio o seu plano cem por cento porque ele é o mesmo dos Estados Unidos. Os Estados Unidos abrem esta semana, e por isso estou indo para um hotel.'', falou.

Na gravação, feita à bordo de um avião comercial, Rey afirmou apoiar o uso da cloroquina no tratamento da COVID-19 e a reabertura econômica, como feito nos moldes do país estadunidense.

"Eu apoio o senhor 100%, porque o seu plano é o mesmo dos Estados Unidos. Os Estados Unidos abrem esta semana, por isso estou indo operar", acrescenta. Vale lembrar que o país norte-americano é o que tem o maior número de mortos pelo novo coronavírus, com mais de 87 mil.

O apresentador também cita o uso do medicamento hidroxicloroquina para tratar a doença. "Hidroxicloroquina, apoio. Por quê? Dois estudos mostraram que funciona. Ela funciona com poucos riscos. É um medicamento que temos por poucos anos", disse.

"Eu vou trazer ideias novas. Quem vem de fora traz ideias novas. Vamos proteger a economia, porque com ela destruída o Brasil fica pior que o terceiro mundo. Aqui quem fala é o Dr. Rey e peço que eu seja indicado para ministro da Saúde. Eu trago ideias novas, como por exemplo o uso dos anticorpos que Israel está produzindo'', explicou falando de morar fora do país.

Por fim, Rey voltou a repetir suas propostas caso conquiste o cargo no governo brasileiro: ''Quero abrir o Brasil e apoiar o presidente Bolsonaro. Como cidadão também tenho direito de pedir para ser considerado como ministro da Saúde, pois o Brasil está em queda livre. Não quero nada do Brasil. Amo vocês e estou muito preocupado com a situação do país. O mundo está começando a olhar o Brasil, que é um dos mais críticos do mundo.''

Não é a primeira vez Dr. Rey pediu a Bolsonaro para assumir o Ministério da Saúde. Em 2018, após o segundo turno das eleições presidenciais, o cirurgião foi até à casa de Jair Bolsonaro pleitear o cargo. Na ocasião, Dr. Rey disse que iria "fechar o SUS".

 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI