Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Coronavírus » LUTO

Morre jornalista Rodrigo Rodrigues aos 45 anos após complicações do coronavírus

O apresentador do SporTV faleceu devido à morte encefálica por trombose no cérebro

Máxima Digital Publicado em 28/07/2020, às 14h28

Morre jornalista Rodrigo Rodrigues aos 45 anos após complicações do coronavírus
Morre jornalista Rodrigo Rodrigues aos 45 anos após complicações do coronavírus - Reprodução/ Instagram

Na tarde desta terça-feira, 28, uma notícia deixou os fãs de esportes e entretenimento muito tristes.

O jornalista, músico e escritor Rodrigo Rodrigues faleceu no Rio de Janeiro. Ele teve diagnóstico do coronavírus e estava internado desde o último sábado, 25, no Hospital Unimed-Rio, no Rio de Janeiro.

'RR', como era conhecido por amigos e admiradores, sentiu-se mal no dia 25 de julho e teve complicações devido a uma cirurgia para controlar uma trombose venosa cerebral (TVC) e não resistiu. A confirmação da morte foi anunciada no programa SportTV News, da SporTV, na tarde de hoje.

Rodrigues havia sido diagnosticado com o coronavírus no dia 13 de julho, e sua última participação na emissora havia sido dia 9, quando foi afastado para tratar a doença.

Por 12 dias o apresentador apresentou sintomas leves, até que no último sábado o caso se agravou e ele foi ao hospital com desorientação e dores de cabeça se somaram ao mal estar que sentia. 

Rodrigo era um dos principais apresentadores do SporTV e eventual substituto de Felipe Andreoli no "Globo Esporte São Paulo", da TV Globo. O jornalista nasceu no Rio e passou por diversos lugares ao longo da carreira, como TV Cultura, SBT, ESPN Brasil, Band, Gazeta e Esporte Interativo.

No SporTV, ele era o apresentador da bancada do "Troca de passes" e também comentarista de "Redação SporTV", "SporTV News", "Tá na Área" e "Seleção SporTV".

Na ESPN Brasil, ele foi o primeiro apresentador do "Resenha ESPN", um dos mais conceituados programas do gênero.

Contudo, Rodrigo era um dos jornalistas mais versáteis do país. Além do esporte, o jornalista também trabalhou na área cultural, em programas como "Vitrine", da TV Cultura, "5 Discos", da Gazeta, e "Cor de Rosa", do SBT. Outra paixão era a escrita. Rodrigo lançou livros: "As Aventuras da Blitz", sobre a trajetória banda e "London London", um guia para conhecer Londres de metrô.

O jornalista também ficou conhecido por seu talento na música. Ele era guitarrista da banda "The Soundtrackers", que toca apenas trilhas sonoras do cinema. Ele também trabalhou como locutor e apresentador da Rádio Globo em São Paulo.

Em nota oficial, o hospital Unimed Rio confirmou a morte de Rodrigo Rodigues. Leia abaixo na íntegra:

"O Hospital Unimed-Rio informa, com pesar, que, após a realização de protocolo de avaliação na manhã desta terça-feira, foi atestada morte encefálica no paciente Rodrigo de Oliveira Rodrigues.

O paciente encontrava-se em estado grave e coma induzido, em unidade de terapia intensiva, desde o último domingo, 26/07, após ter sido submetido a procedimento para diminuição da pressão intracraniana em decorrência de uma trombose venosa cerebral. Rodrigo havia dado entrada na emergência da nossa unidade no sábado, 25/07, com quadro grave e diagnóstico prévio de Covid-19.

Toda a equipe do Hospital Unimed-Rio se solidariza com familiares, amigos e admiradores do trabalho de Rodrigo Rodrigues.

Paulo Henrique Ribeiro Bloise

Diretor Médico".

 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI