Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram Máxima
Estilo » Estilo

Como descobrir quais cores ficam melhores na hora de se vestir

Vermelho ou azul? Escolher a cor certa pode te deixar mais bonita naturalmente

Mirella Cordeiro Publicado em 14/05/2019, às 17h30 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

Fátima Bernardes, Taís Araújo e Marina Ruy Barbosa
Fátima Bernardes, Taís Araújo e Marina Ruy Barbosa - Reprodução/Instagram

Você já teve a sensação de vestir uma roupa e sentir que ela não te valoriza? Isso acontece porque, mesmo com a modelagem perfeita para o seu corpo, é possível que uma blusa ou um vestido não favoreça o seu tom de pele. 

Para ajudar a resolver essa questão, Máxima Digital pediu para a consultora de imagem e estilo Mariana Chiré explicar como escolher as cores certas na hora de se vestir.

ENTENDENDO AS CARACTERÍSTICAS DA PELE

A especialista esclarece que as cores possuem três dimensões: quentes ou frias, claras ou escuras e vibrantes ou opacas/mates. Essas características também estão presentes nos pigmentos da nossa pele. 

Por isso, ao descobrir que uma pessoa se dá melhor com o vermelho - cor quente - do que com o azul - cor fria -, por exemplo, ela pode apostar nas cores com esses atributos: vermelho, amarelo e laranja.

Quer dizer que a pessoa nunca mais vai usar azul? Não. Mariana afirma que todas as cores podem ser ‘esquentadas’ ou ‘esfriadas’: “Uma pessoa que é quente, dificilmente vai ficar bem naquele azul marinho, bem frio. Ela vai ficar melhor em um azul celeste ou um azul tiffany, que tem muito amarelo.”

Além disso, dependendo do contraste pessoal, tons mais escuros, médios ou claros podem ficar melhor em cada pessoa.

DESCOBRINDO A CARTELA

Mariana Chiré destaca que a pessoa não vai conseguir descobrir as três dimensões da pele sem a metodologia de um profissional, mas algumas dicas podem ajudar a, pelo menos, saber uma delas:

“Pega uma blusa que tem uma característica bem quente, por exemplo, um vermelho bem aberto. E pega um azul marinho”, diz. 

Primeiro, em um local bem iluminado, coloque o vermelho próximo ao rosto e veja como se sente: “Mais bonita? Percebe que o rosto está mais uniforme? Com menos imperfeições?”

Logo em seguida, coloque o azul: “A pele mudou de cor? Teve uma mudança bem forte com olheira ou linha de expressão?” 

A consultora diz que, com a cor certa, a pele fica mais harmônica e uniforme: “Você não fica com muita olheira, a boca, mais rosadinha, o olho, mais vibrante, não aparece manchinha, nem linha de expressão. Se aparecer, é muito discreto.”

Analisando a temperatura da pele e o contraste pessoal, as mulheres podem se sentir mais bonitas naturalmente. “A gente acorda, coloca uma blusa e já se sente muito mais bonita.” Lembrando que essas regrinhas funcionam para acessórios, maquiagem, esmalte e tudo o que acrescentar cor à pessoa!