Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos » Affair

Antonia Fontenelle esclarece rumores sobre affair com Marcelo de Carvalho e revela intriga com Luciana Gimenez

A apresentadora do Youtube Antonia Fontenelle abriu o jogo sobre o suposto affair com Marcelo de Carvalho e contou sua situação atual com Luciana Gimenez

Divulgação Máxima Digital Publicado em 30/10/2019, às 08h26 - Atualizado em 05/11/2019, às 12h43

Antonia Fontenelle e Marcelo de Carvalho
Antonia Fontenelle e Marcelo de Carvalho - Instagram

Recentemente Marcelo de Carvalho terminou o namoro com Simone Abdelnur e as coisas parecem já ter andado na vida do apresentador. Casado com Luciana Gimenez antes de se relacionar com a arquiteta, ela foi a primeira relação após o fim de seu casamento.

Segundo a jornalista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, o vice-presidente estaria tendo um caso com Antonia Fontenelle, que teve um affair com o cantor sertanejo Eduardo Costa. Dentro desse rumor, Luciana Gimenez também apareceu. Segundo a jornalista, a ex-mulher de Marcelo não gostou da notícia e bloqueou Antonia de suas redes sociais. Ciumenta?

A apresentadora do canal no Youtube 'Na Lata' foi procurada por Fábia e confirmou uma parte dos rumores: "Sim, ela me bloqueou de tudo. Fiquei sem entender porque gosto da Luciana e definitivamente não estou com o Marcelo. Isso não passa de especulação", confessou um pouco impressionada com a apresentadora de 'Super Pop'.

 

 EX-MARIDO DE ANTONIA FONTENELLE

Antonia Fontenelle deu entrevista para o programa "Hora do Faro"  e um dos assuntos foi a morte de seu ex-marido e as revelações inéditas de alguns fatos de Marcos Paulo. Em decorrência de um câncer, o ex-diretor faleceu no fim de 2012, mas Antonia conta que essa doença não era a única que o falecido enfrentava.

Durante a conversa, a atriz contou um fato inédito: "Ele lutou dois anos contra o câncer. O Marcos era um menino, mas era alcoólatra. As pessoas pensam que a minha luta com o Marcos foi nos dois últimos anos com o câncer. Mas, durante sete anos, foi isso. Nos seis primeiros meses, ele conseguiu disfarçar, mas depois não. É uma doença. Estive ao lado dele o tempo inteiro"