Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos » 'SENSACIONAL'

Após assumir homossexualidade, Diego Hypólito revela depressão e tentativa de suicídio

O atleta também contou que está namorando, mas não revelou a identidade do rapaz

Máxima Digital Publicado em 13/06/2019, às 11h31 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

Diego Hypolito
Diego Hypolito - Reprodução/Instagram

Diego Hypólito participou do 'Sensacional', da RedeTV, que deve ir ao ar na noite desta quinta-feira, 13.

Durante o papo com Daniela Albuquerque, o atleta fez algumas revelações sobre sua vida pessoal, e contou como superou os momentos difíceis que passou.

Diego assumiu sua homossexualidade a pouco tempo, e revelou que está namorando com um rapaz.

O galã prefere manter sigilo sobre a identidade do amado, e surpreendeu ao dizer que está com o companheiro há cerca de 1 ano e meio.

“Estou namorando, mas identidade não revelada. O importante é que é alguém que me faz bem”, disse Hypolito.

Ao falar sobre depressão, o irmão de Daniele Hypólito se emocionou:

“Não sei porque fiz isso, acho que era um período de muito desespero. Quando a gente tem uma crise de ansiedade, a gente não sabe o motivo. Eu tomei remédio durante dois anos e hoje em dia não tomo mais, estou curado. Se não fosse o esporte não teria me tornado forte, não teria conhecido o mundo todo, não teria tido oportunidades financeiras, e isso precisa ser para todos, não só para o Diego”, analisou.

O ginásta também revelou o desejo de investir em novos caminhos, além do esporte.

A caminhada foi longa, mas Diego afirmou que nunca pensou em desistir, mesmo com os obstáculos que teve que se deparar:

“Quando tudo dizia que eu não chegaria onde cheguei, veio uma força interna, algo que eu acho que vem dos brasileiros, que passam por problemas e dificuldades. Se fosse pensar em desistir, eu deveria ter desistido há muito tempo”.

Ao assumir a homossexualidade, o bicampeão mundial de solo lembrou que sempre sofreu por esconder sua orientação.

E, desde cedo, via essa condição de maneira negativa: ‘’Quando eu tinha uns dez anos, um treinador foi dizer para a minha mãe que ela devia mudar minha educação para que eu não virasse gay. Ela veio falar comigo, preocupada. Eu era muito inocente, nem sabia o que era isso. Mas isso me marcou’’, conta.

Vindo de família humilde e religiosa, o irmão de Daniele Hypólito demorou muito tempo para se abrir a respeito do tema devido a sua autocrítica: ‘’ Eu tinha vergonha porque na minha cabeça ser gay era ser um demônio, um ser amaldiçoado que vive em pecado. Já não me acho mais o Frankenstein que eu via no espelho’’. 

Segundo o ginasta, ele chegou a se disfarçar para frequentar ambientes do meio LGBT: ‘’Meus amigos livres, leves e soltos e eu lá, cheio de roupas, suando no calor, virando a cara quando alguém fixava o olhar. Eu sempre morri de medo de me descobrirem’’, expôs.

Por fim, Diego não pede a ninguém que o aceite, mas exige que tenham educação quando for falar sobre ele: ‘’Ninguém é obrigado a entender nada, mas é obrigado a respeitar. Nunca mais vou deixar de viver o que eu sou. Eu sou gay’’. 

 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI