Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos » DESABAFO

Após revelação de assédio sexual, Débora Nascimento declara: ''Sofrimento faz parte''

A atriz está com 34 anos de idade, mas se sente com 24

Máxima Digital Publicado em 26/06/2019, às 13h51 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

Débora Nascimento
Débora Nascimento - Reprodução/Instagram

Débora Nascimento completou 34 anos no último dia 16. Em entrevista ao Gshow, a atriz falou sobre sua nova fase e declarou que só tem novidades boas!

“É um recomeço de tudo, uma reconexão comigo. Esse aniversário foi muito introspectivo, no sentido de evolução própria. Não houve desejos externos. Tudo que desejei foi evolução pessoal. Só tem novidades boas e alegrias para esse recomeço. Estou me sentindo como se tivesse 24", começou.

Com o término do casamento com José Loreto, a musa alegou ter um compromisso com a felicidade:

“O que acontece para gente representa apenas 10%. Como você reage são os 90%, é o que você leva. Se passa por um momento difícil, tem que olhar, viver, sentir de verdade. Só através do sentimento, da conexão consigo mesma que você vai evoluir”.

Débora também falou sobre as palavras da jogadora da seleção feminina de futebol, Marta:

“Tudo flui. O que poderia ser negativo, é um ponto positivo. O sofrimento me fez perceber isso. A princípio parece difícil, mas, como a Marta falou: ‘Chore no começo para sorrir no fim. Depois que a gente entende, liga as chaves, a gente tem consciência de que tem que ser feliz. A gente tem obrigação de ser feliz, o sofrimento faz parte! Passar por essas emoções, faz parte. A gente não vive no mundo de rede social, de posezinha, sabe? Tudo não é maravilhoso, mas é também, quando é de verdade“, completou.

ASSÉDIO SEXUAL

A ex de Loreto esteve no 'Encontro' com Fátima Bernardes na manhã da última segunda-feira, 24, e se emocionou ao revelar que sofreu assédio sexual aos 19 anos de idade.

Hoje, a mãe de Bella ainda carrega um trauma dentro de si:

“Aconteceu comigo numa viagem internacional, num voo. Eu era mais novinha, tinha mais ou menos uns 19 anos e eram aqueles voos de 11 horas. Sentei na janela e o homem sentou no corredor e passa algum tempo de viagem, ele começou a se expandir. Aí começou a encostar a perninha, começou a encostar o braço e eu só observando. Aí você já começa a ficar gelada, é muito difícil, você começa a achar que é da sua cabeça também. Tinha cobertor e eu sentia que ele estava chegando perto. Eu me mexia e dava uma cutucava, uma joelhada. Passavam 20 minutos, ele se expandia de novo e começou a mexer a perna, a querer tirar proveito da situação”, relatou.

Na ocasião, Débora se manifestou:

“Até que eu falei: ‘Opa, peraí, a gente tem um espaço aqui, você fique no seu espaço. Entenda que esse aqui é o meu espaço. Eu sou grande também, preciso do meu conforto, então, por favor, recolha sua perna, recolha o seu braço. Eu me tremia e olhava para a comissária de bordo, procurando uma empatia, um apoio. Mas o fato de eu ter falado mais alto deixou ele muito constrangido porque as pessoas olharam. Mas eu estava tremendo e morrendo de medo o resto da viagem. Eu não dormi, cheguei em casa cheia de dor”, disse ela.

 

 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI