Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram Máxima
Famosos » Tempos difíceis

Após sofrer grave acidente, sertanejo Sérgio Reis conta: ''Bati a costela, desmaiei''

Sérgio Reis abre o coração sobre acidente grave que sofreu recentemente

Máxima Digital Publicado em 08/11/2019, às 12h46 - Atualizado às 12h49

Sertanejo Sérgio Reis fala sobre grave acidente que sofreu
Sertanejo Sérgio Reis fala sobre grave acidente que sofreu - Instagram

Aos 79 anos, Sérgio Reis enfrentou tempos difíceis recentemente.

Nas últimas semanas, o sertanejo sofreu um acidente grave, chegou a ficar internado, mas depois de se recuperar deu uma entrevista ao TV Fama, da RedeTV!, na qual explicou todo o ocorrido.

“Há uns 15 dias, meu filho falou: ‘O senhor está perto do ‘coiso’ de tintas? Então compra um rolo de parede’. Então, entrei na loja para comprar o rolo de paredes, eu tropecei, fui de cara no chão e eu bati a testa, ficou um galo assim. Bati a costela, desmaiei. Aí me deram água”, contou ele ao programa.

Mas não parou por aí! Após a queda, ele ficou bem e pegou a estrada para São Paulo, mas as coisas não ficaram muito bem.“Voltei e eu fui para o Pará. Aí estou deitado na casa do Dirceu (seu amigo), a casa começou a virar. Vim para São Paulo e pensei: “Não está bom”. Meu urologista falou: vamos atravessar a rua pois ‘vamos internar já'”.

Ele precisou ficar no hospital por um tempo e antes de ter alta, ainda fez uma bateria de exames para ver se estava tudo bem.“Me internou fiquei quinta, sexta e sábado. Eu fiz todos os exames, os ‘trem’. Todas as máquinas, fiz uma geral, mas geral mesmo. Se eu mostrar meus braços aqui você não acredita. Mãos, agulhas. As artérias ficam mais finas com a idade. Mas eu fiz uma bateria tudo: coração, pulmão, tórax e graças a Deus, está tudo ok. Mas eu precisava fazer este check-up”, disse.

Tudo precisou acontecer às pressas desta maneiras, porque logo quando sentiu o sintoma, não procurou um profissional da saúde. Ele, inclusive, falou sobre isso: “Mas não deu tempo, eu tinha que viajar para o Pará, mas voltei, to bem. Graças a Deus, estou muito satisfeito. Estou feliz. Minha diabetes está estagnada. Tomo os remédios direitinho”.