Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos » Reflexão

Carolinie Figueiredo faz reflexão sobre relação entre corpo e machismo

A atriz compartilhou com seus seguidores uma bela mensagem

Máxima Digital Publicado em 19/12/2019, às 15h23

Carolinie Figueiredo faz reflexão sobre relação com o corpo e machismo
Carolinie Figueiredo faz reflexão sobre relação com o corpo e machismo - Instagram

Carolinie Figueiredo compartilhou com seus seguidores uma foto sua de lingerie e aproveitou para falar sobre a relação com o corpo e abordou outros assuntos.

"Parte do processo coletivo que NÓS MULHERES estamos vivendo nessa geração é descolonizar o julgamento, as críticas e apontamentos sobre seu corpo de mulher. Assim como nossa roupa, nossa maternidade, nosso poder de escolha", começou o texto.

A atriz continuou a reflexão falando sobre o machismo e como ele ainda está enraizado na sociedade: "O machismo é algo tão entranhado que nós naturalizamos comentários, PIADAS, conselhos, dicas... é como se as pessoas tivessem o direito de patrulhar nossas escolhas, nossa existência num corpo de mulher. Vão categorizando nossos corpos, nossos biquínis, as cores das nossas axilas, virilhas... vão nos enformando em caixas e rótulos. Como se esperassem de nós, mulheres, sempre sermos jovens, novinhas, hipersexualizadas e disponíveis a aprovação do olhar do masculino. Somos viciadas em agradar pra ser aceita!"

A eterna Domingas, de Malhação, ainda falou sobre o basta necessário que se deve dar e aproveitou para encorajar as mulheres.

"Até que chega o momento do CHEGA. Aqui não. Só quem tem lugar de fala sabe o que é essa pressão de crescer com a sensação de desajuste, erro, incompletude, com a necessidade de mudar nosso corpo, nossa roupa pra se sentir pertencente.E nós , mulheres dessa geração, vamos retirando antigos matos pra abrir novos caminhos. Vamos precisar RESTAURAR e plantar uma nova espécie. Nós, bandeirantes desse tempo, vamos formando novas trilhas pra que outras de nós possa atravessar com mais liberdade, amor próprio e aceitação. Estamos juntas relembrando nosso direito de existir em liberdade no próprio corpo de mulher", concluiu Carolinie.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Parte do processo coletivo que NÓS MULHERES estamos vivendo nessa geração é descolonizar o julgamento, as críticas e apontamentos sobre @seucorpodemulher . Assim como nossa roupa, nossa maternidade, nosso poder de escolha. . . . O machismo é algo tão entranhado que nós naturalizamos comentários, PIADAS, conselhos, dicas... é como se as pessoas tivessem o direito de patrulhar nossas escolhas, nossa existência num corpo de mulher. . . . Vão categorizando nossos corpos, nossos biquínis, as cores das nossas axilas, virilhas... vão nos enformando em caixas e rótulos. Como se esperassem de nós, mulheres, sempre sermos jovens, novinhas, hipersexualizadas e disponíveis a aprovação do olhar do masculino . Somos viciadas em agradar pra ser aceita!!! . . . Até que chega o momento do CHEGA. Aqui não. Só quem tem lugar de fala sabe o que é essa pressão de crescer com a sensação de desajuste, erro, incompletude, com a necessidade de mudar nosso corpo, nossa roupa pra se sentir pertencente. . . . E nós , mulheres dessa geração, vamos retirando antigos matos pra abrir novos caminhos. Vamos precisar RESTAURAR e plantar uma nova espécie. Nós, bandeirantes desse tempo, vamos formando novas trilhas pra que outras de nós possa atravessar com mais liberdade, amor próprio e aceitação . Estamos juntas relembrando nosso direito de existir em liberdade no próprio corpo de mulher. . . . E se você também está nesse caminho diga aqui embaixo como estamos fazendo juntas nessa travessia . #marqueumamulher 📸 @raelbarja @umbarja #tbt

Uma publicação compartilhada por Carolinie Figueiredo (@carolinie_figueiredo) em

 

 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI