Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos » Truque de mestre

Como preparar o primogênito para a chegada de um irmão? Especialista dá dicas preciosas!

O irmão mais velho é ciumento? Como alertá-lo sobre a vinda de um novo filho? Confira todas as dicas!

Máxima Digital Publicado em 01/08/2019, às 16h14 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso anunciam novo membro na família
Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso anunciam novo membro na família - Reprodução/ Instagram

Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso estiveram sob os holofotes nesta semana. O casal que já é pai de Titi, de 6 anos, adotou mais uma criança do Malawi: Bless, de 4 anos.

Parece que ciúmes não é um problema entre os irmãozinhos, já que Titi recebeu o irmão de braços abertos e um sorrisão no rosto. Mas nem sempre a chegada de mais um membro da família, seja adotado ou de sangue, é tranquila. 

Em alguns casos, o primogênito pode se sentir excluído e isso pode abalar a estrutura do lar. Para saber como lidar com situações assim, a MÁXIMA Digital conversou com Ellen Moraes Senra, psicóloga especialista em Terapia Cognitivo Comportamental, que deu algumas dicas preciosas sobre o processo delicado.

COMO PREPARAR O FILHO MAIS VELHO PARA TER UM IRMÃO?

Esse momento tem que ser feliz para todos, não só para os papais. Então, é de extrema importância que o casal converse com o filho mais velho para que ele esteja preparado para as mudanças.

"É um 'estranho' invadindo o território dele, não importa se essa criança venha de adoção ou de gestação biológica, por isso é sempre bom dar um tempo para a criança ir se acostumando", ressaltou. "[Devem] Tentar incluir a criança no processo de chegada do novo membro da família, solicitar ajuda para montar o quarto, fazer compras, conversar e dizer que será o irmão mais velho e por isso irá ajudar o papai e a mamãe", pontuou a profissional.

QUAL FILHO SENTE MAIS? O QUE CHEGA NA FAMÍLIA OU O PRIMOGÊNITO?

A dificuldade de adaptação pode acontecer com ambos! "Mas é claro que, no caso de adoção tardia (crianças acima dos dois anos de idade), a adaptação pode ser bem complicada, pois o mais velho já está ambientado e os pais teoricamente já o vem preparando para a chegada do segundo", explicou a psicóloga.

"Mas para essa criança que chega agora e que já tem alguma percepção, ela chega numa casa nova com dinâmica familiar já estabelecida, e isso pode deixá-lo ressabiado de início e até mesmo um pouco resistente", completou Ellen Moraes Senra.

Portanto, o cuidado é com os dois!

No caso de Gio Ewbank e Bruno, por exemplo, os papais poderão viver uma situação complicada, já que Bless tem 4 anos -- Mas tudo dá certo no final! O amor vence tudo, não é mesmo?

EXISTE UM MOMENTO CERTO PARA DAR UM IRMÃO AO PRIMOGÊNITO?

A especialista em Terapia Cognitivo Comportamental deixou claro que essa deve ser uma escolha dos pais e que não há ninguém melhor para tomar essa decisão!

"Dizer que há uma idade ideal seria um pouco cruel. Eu diria que o [ideal seria se o] intervalo não fosse tão curto, mas daí estaria sendo injusta com os pais de gêmeos, então o ideal quem estabelece são os pais".

E SE O MAIS VELHO TIVER MUITO CIÚMES?

A dica preciosa de Ellen, é: "Tentar ter o máximo de compreensão possível, afinal ele está perdendo território. Vai precisar passar a dividir atenção, além de saber que não será mais uma prioridade única na vida dos pais, então ciúme é mais que natural e vale a pena verbalizar isso com a criança".

"Pense, converse e inclua a criança na decisão e no processo, o resto é possível ir lidando aos poucos", alegou.

O processo é cuidadoso, mas o diálogo promete ser um ponto forte para que tudo dê certo no final das contas!

 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI