Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos » 'LEAVING NEVERLAND'

Diana Ross defende Michael Jackson de acusações: ''Parem, em nome do amor''

A cantora usou o seu twitter no último dia 23 para proteger o amigo falecido em 2009

Máxima Digital Publicado em 25/03/2019, às 11h29 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

Diana Ross e Michael Jackson
Diana Ross e Michael Jackson - Reprodução/Instagram

Depois que 'Leaving Neverland' passou a ser exibido na HBO, uma clara divisão se iniciou entre aqueles que defendem Michael Jackson das acusações de abuso sexual e os que garantem que o cantor molestou crianças enquanto era vivo.

Diana Ross usou o seu twitter no último sábado, 23, para sair em defesa do amigo:

"Isso é o que está em meu coração nesta manhã. Acredito e confio que Michael Jackson foi e é A força magnífica e incrível para mim e muitos outros. Parem, em nome do amor".

A cantora de 74 anos era como se fosse da família para o rei do pop. Ross foi nomeada por Michael como tutora secundária de seus três filhos, Prince Michael I de 22 anos, Paris Jackson de 20 e Prince Michael II de 17, frutos do casamento do cantor com Debbie Rowe.

Apesar de 'Leaving Neverland' mostrar uma imagem totalmente negativa de Michael Jackson, a repercurssão do documentário foi tão boa que as músicas do artista voltaram para as paradas de sucesso em poucos dias após a exibição do filme.

A produção da HBO trás a seguinte sinopse:

“No auge de seu estrelato, Michael Jackson começou relacionamentos duradouros com dois garotos de 7 e 10 anos e suas famílias. Agora com 30 anos, eles contam a história de como foram abusados ​​sexualmente por Jackson e como chegaram a um acordo para ficarem calados anos depois”.

Wade Robson e James Safechuck acusaram Jackson de abuso sexual em 2017, mas as ações judiciais foram recusadas por um juíz em Los Angeles.

Uma das vítimas descreve que o astro fazia os dois garotos abaixarem as calças e morderem seus mamilos enquanto se masturbava. Segundo o depoimento, o ícone também forçava sexo oral com os jovens.

“Eu não sinto que há nada que eu precisa dizer, exceto que eu entendo que é difícil para eles acreditarem. Ainda que isso tenha acontecido comigo, eu não conseguia acreditar e eu não conseguia acreditar que o que Michael fez foi uma coisa ruim, então eu entendo. Nós só conseguimos entender e aceitar algo quando estamos prontos”, contou Robson.

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI