Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos / Entrevista

Diego e Victor Hugo falam sobre sucesso de 'Facas', começo da carreira, sonhos realizados e muito mais

Em um bate-papo exclusivo com a Máxima Digital, eles contaram detalhes sobre sua trajetória na música

Gabriele Salyna Publicado em 22/04/2021, às 12h35

Diego e Victor Hugo falam sobre o sucesso de 'Facas' e muito mais - Divulgação
Diego e Victor Hugo falam sobre o sucesso de 'Facas' e muito mais - Divulgação

Facas é um sucesso! Por mais de 14 semanas, a música de Diego e Victor Hugo ficou em primeiro lugar nas rádios do Brasil e nas plataformas de streaming. 

Participação em programas, uma legião de fiéis fãs e muito mais! A carreira da dupla sertaneja está alcançando pontos cada vez mais altos. 

Máxima Digital convidou Diego e Victor Hugo para um bate-papo exclusivo para saber tudo o que rola na trajetória dos artistas donos do sucesso queridinho do país.

Eles contaram como tudo começou. "Começamos a cantar como dupla sertaneja há mais ou menos 12 anos. Eu e o Diego já nos conhecíamos, desde a adolescência. Mas cada um tocava em um lugar, o Diego ensaiava, na época, com uma banda de forró. Eu tinha um grupo de pagode, e nos conhecemos no estúdio. Ficamos muito tempo nessa de tocar em bandas, até que um dia minha mãe falou pra gente cantar sertanejo, e nós resolvemos fazer isso. E aí, começamos a ensaiar, mas começou como uma brincadeira, depois que fomos levando mais a sério. Gravamos nosso primeiro EP com 5 músicas, e a coisa começou a ficar mais séria.", contou Victor Hugo. 

Nem tudo foram flores e glórias desde o começo. A dupla disse que eles enfrentaram alguns desafios no caminho: "A maior dificuldade, na época, realmente era a credibilidade. Como viemos de um estilo diferente, tínhamos um grupo de pagode e tocávamos como pagodeiros durante as noites. Então, quando falamos que íamos tocar sertanejo, o povo meio que desacreditou, não botavam fé no projeto. Porque, de repente, alguém que está tocando outro tipo de música vai pro sertanejo. Só que a nossa essência sempre foi o sertanejo, só começamos a tocar pagode porque era o que mais tocava naquela época na nossa cidade, o movimento era muito forte. Então, nossa maior dificuldade foi isso, as pessoas que não acreditavam no início, que não abriram portas pra gente. Foi preciso ralar e correr atrás de muita gente mesmo, até começarmos a ganhar nosso espaço."

Atualmente, eles são inspirações para uma série de pessoas que sonham em seguir no mundo da música, mas quem são seus ídolos? "Sobre os ídolos, depende. Nós somos fãs de uma galera, mas assim, começamos a dupla sertaneja, Diego e Victor Hugo, totalmente inspirada no que inspirou uma geração inteira, Jorge e Mateus. Então, quando a gente começou a cantar, eles estavam estourando, com o segundo DVD muito forte na nossa cidade, a turma estava escutando muito. Então, foi uma dupla que nos inspirou bastante. Mas, quando falamos de ídolos na música sertaneja, também vamos falar de Zezé Di Camargo e Luciano, Chitãozinho e Xororó, Milionário e José Rico, e assim vai.", contaram os artistas. 

O sucesso de Facas é absoluto. Os cantores falaram sobre como se sentem vendo essa repercussão positiva de sua trilha sonora. 

"O sucesso de 'Facas' veio em um momento muito importante da nossa carreira, em um momento de pandemia, onde todo mundo está vivendo meio recluso, e aí ficamos com medo de investir, de ir pra cima, e tudo mais. Porém, gravamos esse DVD, Equilíbrio, mesmo durante a pandemia e tivemos a felicidade de sermos contemplados com esse sucesso de 'Facas', uma música que a gente compôs pro DVD.", contaram. 

Eles falaram sobre as conquistas que a música trouxe e a realização de sonhos: "Então, acaba que é uma música que nos elevou. Elevou o patamar da dupla, conseguiu levar a gente pro Domingão do Faustão, por exemplo. Então, sonhos que a gente via, quando começou a carreira, como um pouco distantes, né? 'Facas' nos permitiu viver tudo isso.".

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI