Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos / Sensual

Ícone do mercado sensual, Viviane Bordin conta como sobreviveu em uma profissão dominada por homens

Viviane Bordin começou como coelhinha em uma importante marca erótica

Máxima Digital Publicado em 11/05/2022, às 12h20

Ícone do mercado sensual, Viviane Bordin conta como sobreviveu em uma profissão dominada por homens - Divulgação
Ícone do mercado sensual, Viviane Bordin conta como sobreviveu em uma profissão dominada por homens - Divulgação

Dona de um verdadeiro "império digital", ícone da Playboy e CEO de uma revista digital, Viviane Bordin falou sobre os desafios de trabalhar em um mercado predominantemente masculino.

A executiva disse acreditar que a chave para o alcançar seus objetivos é a determinação, o comprometimento, a organização e o respeito com a profissão.

“Sem dúvida, com esses princípios, consegui ser respeitada e reconhecida profissionalmente. Construí uma carreira sólida, conquistei meu espaço e atualmente contribuo com o desenvolvimento deste mercado e também com a consolidação da carreira de muitas modelos no mundo digital”, disse Viviane.

Ela completou: “Enfrentei vários desafios, mas sempre encarei os mesmos como um elemento positivo para minha carreira e para o crescimento do meu grupo”.

De acordo com a empresária, é inegável que as mulheres ainda enfrentam desafios para se inserirem e permanecerem no mercado de trabalho e quando o conteúdo é sensível, o preconceito é latente e ainda permeia a sociedade.

“Mas eu sempre fui muito visionária e sempre soube que tinha muito a contribuir para o desenvolvimento da minha empresa. E a cada etapa conquistada, eu vislumbrava a possibilidade de capacitar e desenvolver mais oportunidades para outras mulheres, garantirem formas positivas na conquista da independência financeira”, falou Viviane.

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI