Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos » Luto

Inconformada, Iza lamenta e pede justiça após a morte de Miguel: ''E se fosse ao contrário?''

Cantora Iza fez um desabafo emocionante sobre o Caso Miguel em suas redes sociais

Máxima Digital Publicado em 04/06/2020, às 19h30

Iza lamenta e pede justiça após a morte de Miguel
Iza lamenta e pede justiça após a morte de Miguel - Instagram

A morte do menino Miguel Otávio, de cinco anos, chocou o Brasil nesta quinta-feira, 4.

O garoto morreu após cair do novo andar de um prédio em Recife. O menino estava acompanhando a mãe, que doméstica, quando a dona da casa o colocou sozinho no elevador para ir atrás da mãe. 

Após a investigação, a Polícia Civil de Pernambuco autuou a primeira dama de Tamandaré por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Ela pagou fiança e agora aguarda em liberdade o desenrolar do caso. A perícia investiga que a criança ao descer no nono anadar tenha se projetado em uma grade de alumínio, que acabou cedendo e ocasionando a queda de cerca de 35 metros de altura.

 

Muitos famosos se pronunciaram sobre o caso e pediram justiça nas investigações. A cantora Iza foi uma delas. Ela usou suas redes sociais para explicar com as suas próprias palavras o que aconteceu. Frequentemente, costuma falar sobre questões da sociedade em seu perfil.

Para ilustrar o post, ela escolheu uma foto com fundo preto e indagou com uma frase: "Em que mundo é normal colocar uma criança de cinco anos sozinha no elevador para que ela procure sozinha pela mãe?".

Com um desabafo forte, ela lamentou o ocorrido. "Infelizmente essa história é real. A mãe, que é empregada, por ter que trabalhar na quarentena e não ter com quem deixar seu filho o leva para o trabalho. A patroa manda a empregada levar o cachorro para passear (!) e a criança fica. Miguel, de cinco anos, começa a chorar e a patroa, ocupadíssima fazendo as unhas, o coloca sozinho no elevador para que ele procure pela mãe. O pequeno acaba saindo em um andar alto e cai no vão de ar condicionado", disse na legenda.

O depoimento continuou e ela pediu por justiça pela tragédia: "Enquanto essa mãe (provavelmente agora desempregada) carrega a maior dor possível nas costas, a patroa paga a fiança e está livre para voltar pra casa. E SE FOSSE AO CONTRÁRIO??? Que horror, meu Deus! Que descaso com a vida do outro!!! Que o Senhor possa confortar o coração dessa mãe e de toda sua família. E que a justiça seja feita, Sari, que todos saibam seu nome. #vidasnegrasimportam".

 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI