Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos » Desabafo

"Já me amava antes da cirurgia, não me amo mais, continuo me amando da mesma forma", diz Gabi Martins após silicone e lipo

Em entrevista exclusiva à Máxima Digital, a cantora comentou sobre pressão estética, recuperação das cirurgias e nova rotina de treinos

Máxima Digital Publicado em 25/03/2021, às 16h02

Em entrevista exclusiva à Máxima Digital, Gabi Martins comentou sobre pressão estética, recuperação das cirurgias e nova rotina de treinos
Em entrevista exclusiva à Máxima Digital, Gabi Martins comentou sobre pressão estética, recuperação das cirurgias e nova rotina de treinos - Divulgação

Gabi Martins  foi mais uma das famosas que realizou procedimentos cirúrgicos pelo corpo. No último mês, a ex-BBB20 colocou próteses de silicone nos seios, fez lipoaspiração e aumentou o bumbum com enxerto de gordura no bumbum. 

Contudo, as mudanças pelo seu corpo e a rotina para uma vida mais saudável é de bem antes. Em um bate-papo exclusivo com a Máxima Digital, a cantora e compositora mostrou o seu lado que precisou lidar questões estéticas.

Durante sua participação no BBB20, Gabi engordou 10 kg. Segundo ela, descontava tudo na comida. Comia bastante nas festas e aliava o stress em doces - tudo isso porque a pressão psicológica era muito grande e ela estava bem ansiosa. 

Com a sua saída do reality show, decidiu fazer uma reeducação alimentação. "Foi bem difícil. Tive várias recaídas, foi um processo bem complicado voltar para uma vida saudável", falou.

A vontade de realizar uma sempre tive um pouco de vontade de retirar algumas 'gordurinhas' mais difíceis de sair, mesmo com dieta e treino. Como já estava com vontade de colocar silicone, fez os dois procedimentos de uma vez. 

Gabi Martins já treina, por isso não fez a famosa Lipo HD, já que ficou com medo ter um resultado mais artificial. Inclusive, já voltou a se exercitar, tomando todos os cuidados possíveis pós-operação. Ela está apenas malhando as pernas e fazendo caminhadas.

A sua recuperação não foi tão fácil no começo. No início, ela contou que foi bem complicado pela dor que sentiu, principalmente, nos seios. Para ajudar na recuperação, sua mãe e seu namorado, Tierry, estavam com ela dando todo o suporte.

O tratamento no pós-operatório foi acompanhado por uma fisioterapeuta, que fazia liberação - não era drenagem - até hoje já tem mais de um mês, não fez drenagem ainda. A técnica também incluiu fisioterapia para levantar o braço.

Ela, que tinha a rotina fixa em atividades físicas, teve que se readaptar. Não é novidade que ela postava os treinos em academia, mas de repente teve que se modificar completamente. Atualmente ela faz treinos em casa com o seu personal trainer.

Por causa das viagens, ela faz as caminhadas ou até mesmo no quarto de hotel. 

Gabi confessou que o exercício na pandemia tem que ajudado na sua saúde física e, principalmente, mental: "É uma válvula de escape, né? Então, durante esses dias que eu tava eu que eu tava muito parada, eu fico muito ansiosa.  Fico até de mau-humor. A gente consegue descontar um pouco o estresse diário. É um momento seu. Eu gosto muito de treinar, faço parte da minha vida assim. Eu levo isso como uma prática diária de relaxamento, de um momento pra cuidar de você mesmo".

Mesmo com um corpo padrão, Gabi também foi uma mais uma das mulheres que teve que enfrentar a pressão estética.  "As mulheres hoje em dia elas sofrem bastante essa pressão estética. De ter o corpo perfeito, de ser magra, faz parte da cultura machista. Mas, a gente vem quebrando os padrões, a gente vem mostrando que nós não precisamos encaixar no padrão que  a sociedade impõe. O mais importante é a mulher ser feliz do jeito que ela é", falou.

"Antes de colocar silicone, antes de fazer a lipo, eu já era muito feliz com o meu corpo. Eu já não ligava pra vários comentários que eu recebia, como, por exemplo, 'ah, o seu corpo é quadrado, ela não tem bunda, ela não tem peito'", acrescentou.

Gabi não esconde suas estrias e celulites, mas as duas coisas são alvos de haters. "Elas fazem parte de mim. Então, eu não vejo problema nenhum", apontou.

A cantora disse que não quis se adequar aos padrões, mas fez porque era uma vontade sua. De acordo com ela, as mulheres têm que ser felizes do jeito que elas quiserem. "Se eu quiser mudar pra me agradar e não pra agradar o outro, não tô encaixando o padrão que o outro quer, mas eu vou me sentir bem fazendo isso. Eu não vejo problema nenhum, não visando agradar o padrão estético, mas pra me agradar, como mulher mesmo", explicou.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Gabi Martins 👸🏼 (@gabimartins)

 

Com as redes sociais é muito complicado, os comentários negativos estão presentes a todo momento. Quando saiu do Big Brother, Gabi  foi muito atacada sobre seu corpo. Já recebeu comentários por não ter uma cintura fina, não ter seios ou bumbum grandes.

"As pessoas falavam o tempo todo disso. Mas eu sempre falei: 'É o meu jeito, eu sou assim e pronto. E mesmo eu fazendo a cirurgia, isso não vai mudar, porque é o meu corpo. E eu tenho que aceitar isso.  É do jeito que ele é", disse.

Mesmo após as cirurgias, Gabi confessou que 'toda mulher vai encontrar algum defeito'. "Hoje consigo, simplesmente, ver as minhas marcas, ver o que eu tenho, a minha história e falar: 'Essa sou eu e consigo me amar também, de todos os jeitos. Eu me amava já antes da cirurgia e continuo me amando depois, eu não me amo mais, eu continuo me amando da mesma forma", comentou.

Por fim, ela lamentou que os comentários, muitas vezes, acontecem de outras mulheres. "O que era pra gente se unir e falar: 'não, é cada mulher seu padrão, cada uma é aquele jeito', acontece que as próprias mulheres encontram os defeitos nas outras e atacam", desabafou.

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI