Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos » Superação

Juliana Caldas desabafa sobre os desafios que as pessoas com nanismo enfrentam

Juliana Caldas comemorou o dia nacional do Combate ao Preconceito à Pessoa com Nanismo

Máxima Digital Publicado em 25/10/2019, às 16h24 - Atualizado às 16h25

Juliana Caldas
Juliana Caldas - Instagram

A atriz Juliana Caldas, que atuou em 'O Outro Lado do Paraíso' publicou desabafo neste dia 25, em que é comemorado o Dia Nacional do Combate ao Preconceito à Pessoa com Nanismo.

No vídeo, Ju aparece triste, vestida de palhaça e começa: "Pois é, por muitas vezes me senti como nesse vídeo (que acho tão atual em todos os sentidos quando nos referimos ao bullying). Por muitas vezes vi as pessoas apontando nas ruas em minha direção, cochichando quando passava, as risadas com comentários ofensivos, os olhares de julgamentos no estilo 'o que ela está fazendo aqui?' ou 'Nossa será que ela consegue fazer isso?'. Ou até mesmo 'Nossa como ela consegue fazer isso?'", iniciou.

"A minha vida inteira até hoje tenho que levantar da cama e provar para o mundo da capacidade da minha eficiência. É, podia estar aqui falando coisas boas e tals... As vantagens de ter nanismos e etc... Mas não, prefiro falar a realidade, precisamos ser reais consigo mesmo, com você que está lendo... E ser realista com o mundo, já que ele é tão realista e cruel com todos", continuou.

A atriz ainda falou sobre as dificuldades que pessoas com deficiência enfrentam, lutando diariamente: "No país de hoje não é fácil ser uma pessoa com deficiência (falarei por mim...). É uma luta diária, são barreiras intermináveis, um cansaço diário da falta de respeito. Enfim, ficaria aqui horas descrevendo... Porém, desde criança já tinha noção de tudo que estou dizendo hoje, já teria noção que meu futuro poderia ser assim, mas como era um futuro eu também poderia mudá-lo. E foi o que fiz, decidi que toda essas dificuldades não me impediriam de viver. E assim vivo".

Entretanto, Ju termina o texto de forma positiva, agradecendo por ter vencido tantas vezes a luta: "Agora sendo mulher de 32 anos, sou Juliana Caldas, mulher com nanismo e com muito orgulho. Atriz que ama o que faz, ama a possibilidade de me colocar em outro mundo. Uma mulher que ama viver e que não se prende a nada, faz o que quer com muita diversão, sempre que possível solta uma gargalhada escandalosa mas sabe que com ela contagia sempre quem está ao seu redor e ela ama isso. Teve uma vida difícil, sempre tendo que provar sua capacidade mas nunca deixou que isso lhe fizesse parar de sorrir. Uma mulher que sempre que possível ensina o que é empatia, ela sempre estará ensinando que o DIFERENTE é mais LEGAL. Ela é simples e ama isso. Amo Ser diferente".

Ver essa foto no Instagram

DIA de OUTUBRO DIA NACIONAL DO COMBATE AO PRECONCEITO À PESSOA COM NANISMO . . Pois é por muitas vezes me senti como nesse vídeo (que acho tão atual em todos os sentidos quando nos referimos ao bullying) por muitas vezes vi as pessoas apontando nas ruas em minha direção, cochichando quando passava, as risadas com comentários ofensivos... os olhares de julgamentos no estilo “o que ela está fazendo aqui?” Ou “Nossa será que ela consegue fazer isso?” Ou até mesmo “Nossa como ela consegue fazer isso?” A minha vida inteira até hoje tenho que levantar da cama e provar para o mundo da capacidade da minha EFICIÊNCIA.... É podia estar aqui falando coisas boas e tals... as vantagens de ter nanismos e etc... mas não prefiro falar a realidade, precisamos ser Reais consigo mesmo, com você que está lendo, e ser realista com o mundo, já que ele é tão realista e Cruel com todos. No país de hoje não é fácil ser uma pessoa com deficiência (falarei por mim...) é uma luta diária, são barreiras intermináveis, um cansaço diário da FALTA DE RESPEITO.. enfim, ficaria aqui horas descrevendo. Porém desde criança já tinha noção de tudo que estou dizendo hoje, já teria noção que meu futuro poderia ser assim, mas como era um futuro eu também poderia mudá-lo. E foi o que fiz, decidi que toda essas dificuldades não me impediriam de viver. E assim vivo. . . . Agora sendo Mulher de 32 anos, sou Juliana Caldas, mulher com nanismo e com muito orgulho. Atriz que ama o que faz, ama a possibilidade de me colocar em outro mundo. Uma mulher que ama viver e que não se prende a nada, faz o que quer com muita diversão, sempre que possível solta uma gargalhada escandalosa mas sabe que com ela contagia sempre quem está ao seu redor e ela ama isso. Teve uma vida difícil, sempre tendo que provar sua capacidade mas nunca deixou que isso lhe fizesse parar de sorrir. Uma mulher que sempre que possível ensina o que é empatia, ela sempre estará ensinando que o DIFERENTE é mais LEGAL. Ela é simples e ama isso. . . Amo Ser DIFERENTE . . . . #dianacionaldonanismo #nanismo #nanismobrasil #odiferenteémaislegal #naoaopreconceito #maisamorporfavor #respeito #empatia #escolhaorespeito

Uma publicação compartilhada por Juliana Caldas Oficial (@juzinha.caldas) em

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI