Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos » 'LADY NIGHT'

Lulu Santos abre o jogo sobre homofobia: ''Me comporto como se não existisse''

O cantor participou do programa de Tatá Werneck e contou alguns detalhes sobre seu relacionamento

Máxima Digital Publicado em 23/07/2019, às 08h13 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

Clebson Teixeira e Lulu Santos
Clebson Teixeira e Lulu Santos - Reprodução/Instagram

Lulu Santos foi o convidado do 'Lady Night', programa do Multishow, desta segunda-feira, 22.

Em um papo divertido com Tatá Werneck, o cantor falou o que pensa sobre homofobia e abriu o jogo sobre seu relacionamento com Clebson Teixeira, 39 anos mais noivo que ele.

O ídolo contou como foi o processo de tornar a relação pública:

“Ainda que eu tenha tido relações anteriormente que se tornaram públicas, dessa vez não foi uma coisa programada nem nada, a gente fez ao sabor de gostar tanto um do outro. A primeira vez que ele passou um final estendido no Rio de Janeiro, na hora que foi embora postou a foto do helicóptero, eu repostei e as pessoas juntaram as coisas”.

Lulu também afirmou que a decisão de assumir a união não teve nada a ver com a militância: 

“A gente fez uma homenagem um ao outro. Não é para normatizar, mas também tem esse efeito. Eu mesmo nunca tive oportunidade de falar e possivelmente não gostaria do que eu mesmo sofri de auto-opressão, de opressão da sociedade e do ambiente”.

Quando o assunto é homofobia, o jurado do 'The Voice Brasil', da TV Globo, prefere fingir que ela não existe:

“Francamente, falar em homofobia sequer passa pela minha cabeça. É uma coisa resolvida para mim há tanto tempo. Acho tão atrasado, tão retardado abrigar isso. Não é que eu ache que não exista, mas eu me comporto como se não existisse”.

 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI