Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos » Acidente

Médico de Gugu Liberato revela que apresentador teve fratura na face e relata detalhes da situação

O neurocirurgião Guilherme Lipsky revelou detalhes do acidente de Gugu Liberato

Máxima Digital Publicado em 25/11/2019, às 10h06 - Atualizado às 10h14

Médico de Gugu Liberato contou sobre a situação do apresentador após a queda
Médico de Gugu Liberato contou sobre a situação do apresentador após a queda - YouTube/ Record TV

Guilherme Lipsky falou sobre a saúde de Gugu Liberato após viajar as pressas até os Estados Unidos para acompanhar o caso do apresentador. 

O neurocirurgião, que é médico da família Liberato, foi entrevistado pelo programa 'Fantástico', exibido no último domingo, 24. 

Lipsky contou que dificilmente casos como o de Gugu são fatais, no entanto, o forte impacto sofrido pelo apresentador causou uma grave fratura na cabeça.

"A gente espera uma fratura de calcanhar, eventualmente uma fratura de bacia, mas nunca bater a cabeça diretamente", contou. 

O médico estava no Brasil no momento do acidente supõe que Gugu tenha desfalecido no início da queda. 

"Com a queda, Gugu teve uma fratura grave no osso temporal direito. Isso causou uma hemorragia traumática, e o sangramento se espalhou ao redor do cérebro", explicou. 

Ele ainda esclareceu como médicos norte-americanos lidam com este tipo de caso: "É uma situação extremamente grave, então, a maioria dos protocolos de atendimento de trauma internacionais dizem: não investir. Porque se você investe e faz medidas, vamos dizer, ''heroicas'', você acaba acarretando um sofrimento muito grande para o paciente. A chance de morrer é alta e se não morre há uma chance muito grande de entrar em estado vegetativo persistente".

GUGU RESPIRAVA AO CHEGAR AO HOSPITAL, DIZ MÉDICO

Gugu Liberato deixou o Brasil em prantos após não resistir a um grave acidente doméstico em sua casa em Orlando na última quinta-feira, 21. 

Guilherme Lepski era médico do apresentador e foi chamado pela família para atendê-lo nos Estados Unidos. 

Em entrevista ao Jornal Nacional, o neurocirurgião revelou detalhes do estado de saúde do artista. 

"Ele tinha alguma atividade respiratória no início. Não era de início morte encefálica. Acontece que o caso foi se deteriorando rapidamente", revelou. 

"Para falar que o quadro é irreversível  a gente tem que olhar um pouquinho para o passado, para as horas que passaram, e ver se houve alguma mudança positiva no quadro neurológico", disse. 

O médico ainda contou que foram diversos exames para comprovar a morte encefálica: "São feitas pelo menos duas provas, há um intervalo, aqui nos EUA este intervalo é limitado, pode ser feito 15 minutos depois, 20 minutos depois... E as provas subsequentes detectaram isso", contou ao jornal. 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI