Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos » Desabafo

Namorada e irmã de Rafael Miguel desabafam após engano com prisão do assassino do ator: "Monstros incompetentes"

Delegado-geral de Polícia de São Paulo, Ruy Ferraz Fontes, chegou a confirmar prisão, mas depois disse que a PM do Paraná se confundiu

Máxima Digital Publicado em 28/10/2020, às 15h59

Namorada e irmã de Rafael Miguel desabafam pós engano com prisão do assassino do ator
Namorada e irmã de Rafael Miguel desabafam pós engano com prisão do assassino do ator - Reprodução/ Instagram

Nesta quarta-feira, 28,Isabela Tibcherani, que era namorada de Rafael Miguel, morto a tiros em junho de 2019 junto com seu pai e sua mãe, publicou um texto no Instagram para mostrar sua indignação com Polícia Militar de São Paulo, que havia anunciado a prisão de seu pai Paulo Cupertino Matias, assassino dos três.

"Incompetência, falta de responsabilidade emocional. Eu espero que ninguém de reportagem alguma entre em contato comigo novamente. Vocês não fazem ideia do que causaram, do tanto que chorei. Monstros incompetentes. Pra mim chega", escreveu ela.

Após a publicação, Isabela arquivou todas as publicações, inclusive, o texto sobre o erro da prisão do pai exibido no perfil. 

Instagram

 

Camilla Miguel, irmã de Rafael, se pronunciou também após a confusão em torno da prisão de Paulo Cupertino. "Está tudo bem. Seguimos, independente de qual a verdade. Quem me segue há tempos sabe que minha felicidade e reconstrução não é baseada na justiça do homem, tão falha e desorganizada", escreveu Camilla no Instagram.

Ela ainda criticou a imprensa pela "irresponsabilidade de noticiar abertamente algo não verificado que pode abrir cicatrizes difíceis". "Eu falo sobre a calma, porque aqui escolhi viver assim, com consciência, amor, humanismo", completou.

Instagram

 

No início desta semana, foi descoberto que Cupertino fez um documento falso no PR, utilizando uma certidão de nascimento, a princípio, verdadeira, em nome de outra pessoa. O procedimento foi realizado no Posto do IIPR (Instituto de Identificação do Paraná) conveniado com a Prefeitura do município de Jataizinho.

A investigação em busca do documento falso começou após uma denúncia feita pela Polícia Civil de SP, em agosto. Além do RG registrado no Paraná, de acordo com a GloboNews, Cupertino também teria tirado um novo CPF (Cadastro de Pessoas Físicas) na cidade de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul.

Para Quem, Vitor Dutra, o delegado de Ibiporã, outro local apontado por ter feito a prisão do fugitivo, também negou a informação. "Não houve divulgação nenhuma por parte da Policia Civil do Paraná. Não sei se a Policia Militar relatou algo a imprensa", disse o delegado.

Segundo o G1, o delegado-geral de Polícia de São Paulo, Ruy Ferraz Fontes, que confirmou a prisão mais cedo, disse que a Polícia Militar do Paraná se confundiu e que Paulo não foi preso no norte do estado.

 

 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI