Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos » Indenização

Val Marchiori é condenada a pagar R$30 mil de indenização para Ludmilla por comentário racista

Em 2016, Val Marchiori comparou peruca da cantora a esponja de aço

Máxima Digital Publicado em 01/07/2020, às 17h01

Val Marchiori é condenada a pagar R$30 mil de indenização para Ludmilla por racismo
Val Marchiori é condenada a pagar R$30 mil de indenização para Ludmilla por racismo - Reprodução/ Instagram

A socialite Val Marchiorifoi condenada a pagar uma indenização de R$ 30 mil para Ludmilla por ter comparado uma peruca usada pela cantora a uma esponja de aço.

O infeliz comentário aconteceu no Carnaval de 2016 e foi feito quando Val apresentava um programa na televisão e comentava sobres os desfiles. A condenação foi definida pela 3ª Vara Cível da Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio.

A indenização no valor de 30 mil reais é por danos morais com correção monetária a partir da data da publicação da sentença e juros legais desde a prática do evento danoso. A primeira condenação da Justiça foi feita em 2018 e Val teria que pagar 10 mil reais à funkeira, mas a Val recorreu e a sentença foi anulada em segunda instância.

"A primeira sentença foi anulada em segunda instância e o assunto voltou para um novo julgamento, em primeira instância, e foi publicada ontem. Vamos recorrer dessa decisão, que a nosso ver é equivocada e precisa ser esclarecida", afirmou a advogada Kátia Antunes, que representa Marchiori no caso.

A advogada também lembra que Val procurou Ludmilla para esclarecer a situação, classificada por ela como tudo um mal entendido. "A intenção da Val nunca foi brigar, desde o início. A própria Ludmilla já divulgou que a Val a procurou para esclarecer o que foi um mal entendido. Ela fez um comentário sobre a peruca que ela usava naquele dia, não era de forma nenhuma um comentário racista. Quem conhece a Val sabe que ela não é racista e a intenção dela nunca foi ofender a Ludmilla", acrescentou Kátia.

 
A fala não repercutiu bem e  Ludmilla disse ter ficado triste, mas afirmou que não valeria a pena discutir com Val. "Quem é essa pessoa? O que eu fiz pra ela? O que ela fez pra chegar aonde ela está? E vi que não valia a pena ficar com raiva dela, nem bater boca nas redes sociais", disse em suas redes sociais, após ter conhecimento do fato.
 

A advogada de Val ainda reforçou que a vontade da socialite continua sendo a resolução amigável, mas que deixarão para a justiça definir novamente. "A Val está sempre disposta a resolver da melhor maneira possível e sem brigas. E a intenção dela sempre foi esclarecer qual era o real sentido do comentário dela, que jamais foi no intuito de ser racista ou desrespeitoso. E se isso pudesse ser resolvido amigavelmente, melhor. Se tratando ainda de pessoas esclarecidas", falou reforçando que não houve racismo da parte da cliente. 

"Mas se precisarmos lidar com isso no âmbito judicial, vamos recorrer e esclarecer em âmbito judicial o que efetivamente aconteceu e esclarecer qual era a intenção dela e mostrar que isso de forma nenhuma foi com a intenção de ofender ninguém e nem ser racista. Foi só uma opinião sobre a peruca que ela estava usando. É isso", concluiu.

A assessoria da cantora foi procurada pela Quem, mas não retornou o contato.
 
ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI