Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Moda / Tendências

Tendências do inverno de 2022 que podem ser usadas agora

A consultora de moda Camila Cavalcante contou o que podemos começar a vestir desde já

Máxima Digital Publicado em 06/08/2021, às 13h00

Tendências do inverno de 2022 que podem ser usadas agora - Freepik
Tendências do inverno de 2022 que podem ser usadas agora - Freepik

A pandemia mudou nossa percepção sobre roupas. A procura por peças mais confortáveis têm se tornado algo constante para nós. Para o próximo ano, o esperado é que isso se mantenha.

Em 2021, as predominâncias para o inverno são: o couro, as sobreposições, os mix de texturas e as estampas em xadrez. Além dessas opções, é possível inovar e utilizar ainda neste ano algumas novidades de 2022.

A consultora de moda Camila Cavalcante e fundadora de uma escola de moda, explica que para o inverno atual, algumas tendências promissoras podem dar as caras. “O conforto continua em alta, mas algumas coisas mudaram”, revelou a especialista.

Para te ajudar a criar modelitos estilosos, Camila listou algumas opções que você pode se jogar na hora de se vestir. 

Conservadorismo

A primeira delas é o conservadorismo, segundo Camila, essa estética vem da busca por um visual mais clássico e tradicional, e aposta em roupas fechadas.

“Esse crescimento se deve as séries de épocas que retratam muito o estilo de décadas e séculos passados e pelo crescimento de influencers com mais de 50 anos. Em alta temos os vestidos com cintura marcada e modelagem império, comprimento MIDI, Tops Statement e terninhos”, explicou.

Texas Club

Ligada a pessoas que buscam o contato com a natureza e ambientes country, o Texas Club traz uma mistura de culturas que transitam entre o México e os toques artesanais dos anos 70. Camila explicou que essa tendência traz um ar nostálgico e funciona como um escape para a época turbulenta que vivemos.

A consultora de moda contou que as jaquetas de camurça ou pelos, vestidos e saias folk estão em alta.

Vida Funcional

Essa escolha traz a necessidade de ter praticidade no dia a dia. Camila explicou que, com a pandemia muitas exigências mudaram e uma das que vieram para ficar é a praticidade.

“Com o advento da pandemia vamos sentir muita necessidade de praticidade no nosso dia a dia. Nesses novos tempos adquirimos novos hábitos como: o uso de máscara, lavar constantemente as mãos. Com isso as roupas cada vez mais virão com essa ideia de funcionalidade, então teremos muito dos utilitarismos para suprir essa falta”, disse.

Em alta teremos utilitarismo, casacos e jaquetas impermeáveis e calças cargo e amplas.

Sensualidade Simplificada

Essa estética está ligada à necessidade feminina pelo resgate da autoestima. A situação pandêmica nos colocou em diversos desafios e um deles foi passar grande parte do tempo presos a roupas confortáveis. Segundo Camila, a sensualidade vem com força, mas sem abrir mão daquilo que nos acostumamos: o conforto.

Em alta temos a transparência, blusas ajustadas e texturas nobres.

Conforto Extremo

Para a especialista, essa é uma tendência que busca excessivamente o conforto. O reflexo dessa procura é justamente a pandemia e o tempo que passamos isolados.

“A ideia principal é remeter esse aconchego da casa para as ruas trazendo o conforto para uma estética mais minimalista e elegante”, explicou.

Em alta teremos: silhuetas amplas, materiais aconchegantes, tons terrosos, pastéis, vibrantes e escuros.

E os calçados? E as bolsas?

A consultora de moda explicou que as botas continuam em alta, mas também com algumas adaptações como a bota montaria e as mais claras. As sandálias de pelinho e sapatos com franja podem dar as caras por serem boas opções para a atual estação.

Segundo Cá, as bolsas que podem fazer sucesso também neste inverno são as bolsas metalizadas, bolsas de mão, bolsas artesanais e as fofas bolsas de pelinhos.

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI