Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima

Entenda o que acontece com seu plano de saúde ao sair de uma empresa

Demitidos e aposentados continuam com direito de usar o benefício. Entenda

Máxima Digital Publicado em 29/09/2015, às 16h35 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

cobertura estendida
cobertura estendida - shutterstock
Boa notícia para quem trabalha numa empresa que oferece plano de saúde para funcionários: em alguns casos, o benefício pode ir além do seu tempo de atuação no lugar. "A lei permite que os trabalhadores aposentados ou demitidos sem justa causa mantenham o plano de saúde empresarial, desde que tenham contribuído com o pagamento", explica Marcia Dessen, autora do livro Finanças Pessoais: O Que Fazer com Meu Dinheiro (Ed. Treivisan). A regra, no entanto, não vale para o convênio adquirido no sistema de coparticipação, no qual o empregado só paga uma quantia quando utiliza um serviço do plano. Confira como funciona:

- Para aposentados
Quem contribuiu com o convênio por mais de dez anos tem direito à extensão vitalícia. Caso contrário, cada ano de contribuição rende um ano no plano coletivo após a aposentadoria.

- Para os demitidos
Eles podem ficar no plano por um período equivalente a um terço do tempo de permanência na empresa, respeitando o limite mínimo de seis meses e máximo de dois anos. 
ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI