Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Na TV » Big Brother Brasil

Felipe Prior é acusado de estupro por uma quarta mulher, afirma advogada das vítimas

Maira Pinheiro foi procurada por uma suposta vítima de estupro e anexou a acusação ao inquérito existente

Máxima Digital Publicado em 16/04/2020, às 15h09

Felipe Prior foi acusado de estupro por uma quarta mulher, afirma advogada das vítimas
Felipe Prior foi acusado de estupro por uma quarta mulher, afirma advogada das vítimas - Globo

A advogada Maira Pinheiro, uma das representantes das três mulheres que acusam o ex- participante do Big Brother Brasil 20 Felipe Prior de estupro e tentativa de estupro, deu uma declaração que fez com o que caso voltasse à tona.

A advogada informou ao EXTRA que uma quarta mulher a procurou para relatar que também foi estuprada pelo arquiteto. Nessa acusação, o estupro teria ocorrido em 2015, mas não houve divulgação de detalhes para que seja preservada a identidade da suposta vítima, que acusa o arquiteto. 

Segundo Maira, a informação ainda será incluída no inquérito que está sendo investigado pela Delegacia da Defesa da Mulher de São Paulo (1ªDDM). Contudo, caberá ao Ministério Público decidir se o caso correrá em paralelo ou se será adicionado ao processo em andamento.

"Assim que o caso ganhou publicidade, nosso escritório foi procurado por uma mulher que nos relatou também ter sido vítima de crime sexual, ou seja, estupro, por parte do Felipe Prior. O caso aconteceu em 2015. Nós vamos apresentar esta nova denúncia ainda esta semana à Polícia Civil. Mas, por enquanto, não vamos dar informações (sobre idade, profissão...) à imprensa que possam identificar essa vítima", revelou a advogada ao Jornal EXTRA.

A delegada Maria Valéria Pereira Novaes de Paula Santos, titular da 1ªDDM, contou que as três mulheres que acusam Felipe Prior de estupro e tentativa já prestaram depoimentos. Agora, a investigação está na fase de ouvir as testemunhas.

"O inquérito foi instaurado, as vítimas foram ouvidas, as testemunhas estão prestando seus depoimentos, iremos ouvir o senhor Felipe após o término da oitiva das testemunhas. Nosso trabalho está sendo feito dentro da legalidade e não há interesse em atropelar o andamento normal do procedimento investigatório", afirmou.

Na última terça-feira, 14, um pedido de habeas corpus preventivo em favor de Felipe Prior foi negado pela Justiça de São Paulo. O pedido da defesa do arquiteto era para que fossem extinguidas as denúncias de estupro e tentativa registradas contra ele depois de sua saída da casa do programa. O documento também tinha objetivo de impedir uma possível prisão de Prior.

Entenda o caso:

Felipe Prior, eliminado do Big Brother Brasil 20, foi acusado de cometer dois estupros e uma tentativa de estupro entre os anos de 2014 e 2018. De acordo com a reportagem publicada pela revista Marie Claire Brasil, no dia 3 de abril, o arquiteto teria cometido dois estupros e praticado uma tentativa de estupro. A reportagem apurou as denúncias contra o ex-BBB e trouxe relatos de três vítimas.

O acusado e sua advogada publicaram vídeos em que afirmam que ele é inocente de todas as acusações feitas. 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI