Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Saúde e Bem Estar / Saúde mental

Após Andressa Urach revelar que sofre com Transtorno Borderline, psicólogo explica o que é essa Síndrome

Alexander Bez falou sobre como lidar com a questão e quais são os tratamentos indicados

Máxima Digital Publicado em 29/09/2021, às 13h00

Após Andressa Urach revelar que sofre com Transtorno Borderline, psicólogo explica o que é essa Síndrome - Instagram
Após Andressa Urach revelar que sofre com Transtorno Borderline, psicólogo explica o que é essa Síndrome - Instagram

Andressa Urach foi muito transparente com relação à sua saúde mental. A Miss Bumbum disse que chegou a ser internada em uma clínica psiquiátrica para tratar sua Síndrome de Borderline. 

O psicólogo Alexander Bez explicou o que é essa questão: "Para começar, o diagnóstico de Síndrome de Borderline é um diagnóstico muito difícil, porque ela é uma doença tão complexa que ela se confunde com outros transtornos, como o de bipolaridade, transtornos depressivos, transtornos de humor, de ansiedade, entre outros. Ela tem uma extensa gama de fatores que pode causar uma confusão muito grande, então, o diagnóstico tem que ser feito por alguém muito especializado e que realmente entenda de Síndrome de Borderline.".

"Essa síndrome é uma condição mental de ordem psiquiátrica e não de ordem psicológica, mas ela também ‘pega’ algumas partes cerebrais psicológicas, de saúde mental, justamente porque elas são influenciadas negativamente pelo comprometimento da parte psiquiátrica.", explicou.

O especialista falou sobre os sintomas da doença: "A Síndrome de Borderline impacta essencialmente o modo da pessoa de pensar e de sentir, e o modo de ser dessa pessoa. Não só em relação a ela mesma, mas em relação a todos os outros que compõe ali seu universo. O problema é que todos esses fatores juntos causam uma demanda muito negativa no pragmatismo diário, que vai ser duramente afetado. As questões de autoimagem e autoestima também são comprometidas, as relações a dois, uma sobrecarga emocional psicológica é acarretada na vida da pessoa, a instabilidade de altos e baixos é muito comum, quem tem essa síndrome pode ter medo, consciente ou inconsciente, de ser abandonado, pode ter ataques de impulsividade e até impulsões que resultem em agressões verbais ou físicas.".

As mulheres grávidas também são impactadas pela doença, como é o caso de Andressa. Dr. Alexander falou como essa questão funciona para uma gestante. 

"Nas mulheres grávidas, como a Andressa Urach, que já tenham o diagnóstico de Síndrome de Borderline, isso é altamente potencializado, porque, por conta da descarga hormonal que a mulher grávida já tem, essas alterações de humor vão realmente dimensionar bastante todos os sintomas.", disse. 

A Síndrome de Borderline tem tratamento. O especialista orientou: "Tentar controlar com terapia, com atividades que a pessoa goste, atividades que possam preencher seu tempo, reuniões em grupos psicológicos, exercícios físicos também ajudam muito, no caso das grávidas, ginásticas permitidas para gestantes e ver com acompanhamento médico quais remédios que ela pode tomar. Cuidar da saúde mental é essencial, é uma síndrome que precisa ser cuidada, é preciso de amparo, conscientização e atenção sempre com quem tem essa síndrome é muito importante, para que ela se seja nutrida emocionalmente.".

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI