Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima

Caminho certo: descubra qual é o treino ideal para cada tipo de problema

Você não emagrece mesmo investindo numa alimentação saudável e em exercícios físicos? Pode ser algum problema nas glândulas que controlam as funções metabólicas do seu corpo. A boa notícia é que com caminhada dá para reverter a situação

Máxima Digital Publicado em 30/03/2015, às 16h43 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

corrida
corrida - shutterstock
Tireoide lenta - Caminhada com musculação 
Um dos sintomas do hipotireoidismo é a sensação exagerada de cansaço, tanta que provoca até mau humor. Por isso, comece devagar, respeitando os limites do seu corpo. Vá aumentando a intensidade conforme for adquirindo condicionamento físico. 
FREQUÊNCIA:  4 vezes por semana. TREINO: 15 minutos de caminhada  em velocidade moderada — o exercício ativa a circulação e a produção de hormônios. Depois de caminhar, acrescente 40 minutos de exercícios de força muscular, feitos na academia ou em casa. O treino deve ter abdominais, flexões, exercícios para os braços, agachamentos e simulação de pedalada. Repita 15 vezes cada um. “Quanto mais músculos, mais a tireoide acelera o seu metabolismo”, diz o nutrólogo Alfredo Bobadilla (SP). DIETA: “Inclua iodo (linhaça, chia), selênio (carne vermelha) e vitamina C (laranja, caju) no cardápio”, indica  a nutricionista Carolina Moreno,  do espaço Fábio Guedes (SP).

Alteração nas glândulas dos rins - Caminhada relax 
O ritmo de vida acelerado pode  desencadear o stress, que provoca alterações maléficas nas glândulas adrenais. “Para controlar a ansiedade, elas produzem o hormônio cortisol, que combate inflamações e regula os níveis de açúcar e a pressão do sangue”, diz Luciano Negreiros. O problema é que, em excesso, o cortisol favorece o acúmulo de gordura e abre portas para lapsos de memória, menstruação irregular, depressão... A ordem é desestressar! 
FREQUÊNCIA: 6 vezes por semana. TREINO: 30 minutos de caminhada em ritmo lento. Enquanto anda, pense em algo positivo ou exercite a fé. Um estudo americano descobriu que, quando os pacientes meditam ou oram durante a caminhada, o metabolismo melhora 47% e é possível emagrecer nove vezes mais. DIETA: “Reduza o consumo dos produtos refinados e invista em opções com ômega 3 (linhaça, chia), vegetais com vitamina C (laranja, acerola) e do complexo B (cereais integrais) e fontes de zinco (semente de abóbora)”, ensina Carolina.

Fígado preguiçoso - Caminhada e corrida intercaladas
O órgão desintoxica o organismo. Só que, quando sobrecarregado pela má alimentação (comida processada, de vegetais com agrotóxicos, de refrigerantes e bebidas alcoólicas...), além de acumular gordura, aumenta a produção de insulina. Em excesso, esse hormônio, que ajuda a transformar a glicose em energia, dificulta a perda de peso. FREQUÊNCIA:  4 vezes por semana. TREINO: 5 minutos de caminhada moderada + 30 segundos de corrida rápida. Depois, caminhe 2 minutos e repita 30 segundos de corrida. Siga esse plano (2 min x 30 seg) até completar 20 minutos. Inserir picos mais intensos na caminhada ensina  as células a metabolizar o açúcar  e a usar a insulina de forma eficaz, além de elevar o gasto calórico. DIETA: alho, chá verde, vegetais de folhas verde-escuras, nozes e laranja ajudam a limpar o fígado.
ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI